Você está aqui Mundo Educação Biologia Biologia celular Células Constituição dos ácidos nucleicos

Constituição dos ácidos nucleicos

Muitas pessoas não sabem ao certo a constituição dos ácidos nucleicos, desconhecendo, assim, as diferenças básicas entre o DNA e o RNA.

Constituição dos ácidos nucleicos
O DNA, ou ácido desoxirribonucleico, é um tipo de ácido nucleico

 Os ácidos nucleicos são substâncias orgânicas ácidas descobertas inicialmente no núcleo celular. Essas moléculas podem ser de dois tipos: DNA ou RNA. DNA é a sigla usada para indicar o ácido desoxirribonucleico; RNA, por sua vez, é a sigla de ácido ribonucleico.

Os ácidos nucleicos são formados por nucleotídeos, que são compostos por um ácido fosfórico, um açúcar e uma base nitrogenada (observe esquema a seguir). Esses nucleotídeos estão unidos um ao outro por ligações fosfodiéster estabelecidas entre um açúcar e um fosfato.


Observe o esquema de um nucleotídeo.

O DNA e o RNA diferenciam-se graças ao açúcar e às bases nitrogenadas encontradas em seus nucleotídeos. O ácido fosfórico, por sua vez, é igual nos dois ácidos nucleicos existentes.

O açúcar presente nos ácidos nucleicos é uma pentose, que pode ser uma desoxirribose ou uma ribose. A desoxirribose é a pentose presente no DNA, que, por isso, recebe o nome de ácido desoxirribonucleico. O RNA contém a ribose e, por isso, é denominado de ácido ribonucleico.

Outra diferença entre ácidos nucleicos são as bases nitrogenadas, que podem ser de cinco tipos diferentes: adenina, guanina, citosina, timina e uracila. A timina é uma base exclusiva do DNA, enquanto a uracila aparece apenas no RNA. As outras três bases (adenina, citosina e guanina) ocorrem em ambos os ácidos nucleicos.


Analise a estrutura das diferentes bases nitrogenadas.

Costuma-se dividir as bases nitrogenadas em dois grupos: as bases púricas (adenina e guanina) e as pirimídicas (citosina, timina e uracila). Essas últimas são formadas por apenas um anel de carbono e nitrogênio. Já as bases púricas apresentam dois anéis de carbono e nitrogênio. (Observe o esquema acima)

Além de todas essas diferenças em sua composição, o DNA e o RNA diferenciam-se por sua estrutura. Enquanto no DNA observamos uma dupla fita em hélice, no RNA observa-se apenas uma cadeia que pode enrolar-se sobre si mesma.

A respeito da síntese dos ácidos nucleicos, o DNA se destaca pela sua capacidade de autoduplicação. Esse processo é conhecido como replicação do DNA e se caracteriza por ser semiconservativo, pois o DNA formado nesse processo é composto por uma fita recém-formada e outra pertencente ao DNA usado no processo (conheça detalhadamente o processo de replicação de DNA clicando aqui!)

A síntese de RNA também ocorre a partir de uma molécula de DNA, que é usada como molde em um processo conhecido como transcrição. Nesse processo, a principal enzima responsável por desencadear a reação é a chamada RNA-polimerase.

Aprenda um pouco mais sobre o processo de transcrição clicando aqui!

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados