Você está aqui Mundo Educação Biologia A investigação científica

A investigação científica

A investigação científica
“A Teoria da Gravitação Universal de Einstein tomou o lugar da de Newton, mas as maçãs não permaneceram suspensas no ar, aguardando o resultado”. Stephen Jay Gould.
A Biologia é uma ciência que busca explicações para os fenômenos da natureza, estabelecendo relações entre os fatos observados.

A observação é o primeiro passo para as investigações e é a partir dela que o cientista buscará respostas a perguntas como “porque tal fenômeno ocorre?” ou “que relação este fenômeno tem com aquele?”. Para estas perguntas, o estudioso da ciência deverá formular possíveis respostas, as chamadas hipóteses. Estas últimas deverão estar baseadas em diversas informações já conhecidas e, para tal, uma boa pesquisa é imprescindível.

Estas suposições devem ser testáveis e, a partir delas, são feitas deduções, que prevêem o que pode acontecer se a hipótese estiver correta. Assim, testes experimentais e/ou novas observações são feitas para testar as hipóteses e averiguar se as deduções podem ser confirmadas ou refutadas.

Uma vez que uma hipótese é aceita, esta é divulgada, auxiliando em trabalhos posteriores de outros cientistas. Geralmente, essa divulgação se dá por meio de publicações, apresentações em eventos, como congressos e, inclusive, comunicações pessoais.

Uma hipótese confirmada por inúmeras experimentações, por muito tempo irrefutável, pode-se tornar uma teoria - conjunto de leis, conceitos e modelos - que busca explicar diversos fenômenos. Entretanto, mesmo uma teoria bem consolidada, como a Teoria da Evolução ou a Teoria da Gravitação Universal são passíveis de mudanças, na medida em que novas teorias e observações são realizadas, de modo que haja possibilidades de novas descobertas.
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados