Você está aqui Mundo Educação Biologia Botânica Agentes polinizadores

Agentes polinizadores

Os agentes polinizadores são fatores bióticos ou abióticos que garantem o transporte de pólen, possibilitando, assim, a propagação de espécies vegetais.

Agentes polinizadores
O milho é um exemplo de planta polinizada pelo vento

Nas gimnospermas e angiospermas, a reprodução sexuada envolve um processo conhecido como polinização. Esse processo consiste na transferência do grão de pólen da parte masculina para a parte feminina da planta. Enquanto na gimnosperma o grão de pólen é levado até os óvulos, nas angiospermas, é depositado no estigma da flor.

Para que a polinização aconteça, é fundamental que existam agentes polinizadores. São esses agentes que transportam o pólen e, consequentemente, garantem a sobrevivência e a perpetuação de várias espécies vegetais.

Os polinizadores podem ser classificados em dois grupos: abióticos e bióticos. Os agentes abióticos (sem vida) incluem a água e o vento, por exemplo. Já os fatores bióticos (apresentam vida) são representados por diversos animais.

→ Agentes abióticos

⇒ Água: A polinização pela água é chamada de hidrofilia e ocorre com plantas aquáticas que vivem em áreas alagadas. Em algumas espécies de monocotiledôneas, a água é encarregada de levar o pólen da flor masculina até a flor feminina. O grão de pólen dessas plantas costuma ser mais flexível e pegajoso para conseguir fixar-se na flor.

⇒ Vento: A polinização pelo vento é denominada de anemofilia e ocorre tanto em gimnospermas quanto em angiospermas. Plantas com esse tipo de polinização apresentam uma grande quantidade de pólen, uma vez que o transporte por esse agente não é orientado.

Nas gimnospermas (o Pinus, por exemplo), os grãos de pólen possuem sacos aeríferos que proporcionam maior eficiência durante o voo. Em angiospermas como as gramíneas, as flores não apresentam características atrativas, como odor e pétalas com cores fortes. Apesar de ser uma polinização relativamente comum, a anemofilia é pouco eficiente, pois leva a uma grande perda de pólen.

→ Agentes bióticos

⇒ Animais: A polinização por animais é denominada zoofilia e envolve agentes variados, como insetos, aves e mamíferos. Esses agentes geralmente visitam a flor com o objetivo de ganhar alguma recompensa, como pólen e néctar, e acabam garantindo indiretamente a polinização. Essa recompensa é uma forma de a planta garantir o retorno do polinizador e conseguir a eficiência em sua reprodução. Para atrair os animais, as flores dessas plantas contam com estratégias como odores e cores.

Entre os animais que mais polinizam flores, destacam-se os insetos (entomofilia). Acredita-se que a evolução das angiospermas e dos insetos tenha ocorrido de forma simultânea e é por isso que algumas espécies apresentam-se tão especializadas para determinado tipo de polinizador. Um exemplo disso é a orquídea Ophrys insectifera (veja figura a seguir), que é polinizada por vespas. As flores dessa planta apresentam odor parecido com os feromônios produzidos pelas fêmeas dessa vespa. Além disso, sua forma e textura também lembram a fêmea desse inseto. Essas características atraem o macho, que, ao tentar copular com a flor, entra em contato com o pólen.

O formato e o odor da orquídea Ophrys insectifera atraem uma vespa que garante sua polinização
O formato e o odor da orquídea Ophrys insectifera atraem uma vespa que garante sua polinização

As abelhas merecem destaque por polinizar mais espécies que qualquer outro ser vivo. As flores polinizadas por essas agentes geralmente são de coloração azul ou amarela e apresentam padrões específicos reconhecidos pelas abelhas, tais como os guias de néctar, indicadores da posição dessa secreção.

As aves também são importantes polinizadores, e essa polinização é conhecida como ornitofilia. As flores polinizadas por esse grupo geralmente apresentam néctar ralo em grande quantidade. Em razão da boa visão, esses polinizadores visitam normalmente as flores coloridas com tons de amarelo e vermelho. Como o olfato é pouco desenvolvido neles, essas flores apresentam pouco odor.

Entre os mamíferos, os morcegos destacam-se como polinizadores, e essa polinização é chamada de quiropterofilia. Assim como as aves, eles procuram flores com muito néctar. A coloração dessas flores é pouco vistosa, uma vez que a maioria abre apenas à noite. Diferentemente das flores polinizadas por aves, o odor das flores polinizadas por morcegos é muito forte.

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados