Você está aqui Mundo Educação Biologia Anatomia Humana Atos reflexos

Atos reflexos

Os atos reflexos são respostas rápidas e involuntárias que ajudam a proteger nosso corpo.

Atos reflexos
O reflexo patelar é um ótimo exemplo de resposta rápida e involuntária

Imagine que você está costurando uma roupa. De repente você encosta a agulha em seu dedo. O que você faz? A resposta mais óbvia é tirar o dedo rapidamente! E realmente é isso que acontece sem você ao menos pensar sobre isso.

Outro exemplo clássico é o da panela quente. Ao tocar em uma panela com uma temperatura muito alta, você imediatamente retira a mão antes mesmo de você sentir a dor. Você já pensou o porquê dessas respostas tão rápidas e involuntárias?

Essas respostas são chamadas de atos reflexos – reações tão rápidas que a mensagem só chega ao cérebro após a resposta ter sido gerada. Isso acontece porque esses atos são uma resposta medular a um determinado estímulo.

Observe abaixo os elementos envolvidos em uma resposta medular típica:

- Receptores;

- Neurônio sensitivo;

- Neurônio associativo (nem sempre presente);

- Neurônio motor;

- Sinapses;

- Órgão efetuador.

O conjunto dos elementos acima é chamado de arco reflexo. Quando encontramos apenas um neurônio sensitivo e um neurônio motor, dizemos que é um arco reflexo monossináptico (apenas uma sinapse). Quando ocorre a presença de um ou mais neurônios de associação, chamamos de arco reflexo polissináptico (várias sinapses).

Imagine agora o tradicional exame do reflexo patelar, em que o médico bate com um pequeno martelo no joelho do paciente. Naquele momento, um receptor capta a batida e então um neurônio sensitivo leva essa mensagem em forma de impulso nervoso até a medula espinhal. Na medula, um neurônio motor irá levar a resposta em forma de impulso até o músculo da coxa, que se contrairá, levantando a perna. Nesse caso, percebemos que não ocorre a participação de um neurônio associativo, sendo empregados apenas dois tipos: sensitivo e motor.

Entretanto, existem alguns atos reflexos mais complexos e que envolvem uma rota muito mais complicada. No nosso exemplo anterior, em que uma pessoa tirou o dedo após tocar em uma agulha, três tipos de neurônios atuaram no ato reflexo. Inicialmente o toque da agulha estimulou o neurônio sensitivo, que levou o impulso até a medula. Na medula, um neurônio associativo mandou uma resposta ao músculo através do neurônio motor. Vale destacar que o neurônio associativo também envia a mensagem ao encéfalo através de outros neurônios. É possível perceber, portanto, que o encéfalo só sabe o que aconteceu após a resposta ter sido gerada. Sendo assim, a dor só vai ser sentida após a retirada do dedo.

O ato reflexo é de extrema importância para a sobrevivência, pois ajuda a tomar decisões que necessitam de resposta imediata. Isso evita, por exemplo, que tenhamos graves ferimentos como ao tocar em uma panela quente.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados

Comentários