Audição, um dos cinco sentidos

Audição, um dos cinco sentidos
Organização interna da orelha humana

Nos mamíferos, o órgão responsável pela audição é a orelha (ouvido) que é dividida em orelha externa, orelha média e orelha interna.

A orelha externa é formada pela aurícula, responsável pela captação do som, e pelo canal auditivo, que é também chamado de meato acústico externo. A orelha externa é rica em pelos e glândulas produtoras de uma substância muito importante na retenção de partículas de poeira e micro-organismos, o cerúmen, muito conhecido como cera do ouvido. Logo ao final do canal auditivo encontramos uma fina membrana chamada de membrana timpânica ou tímpano, que separa a orelha externa da orelha média.

Na orelha média, o tímpano repassa as vibrações recebidas pelo canal auditivo a três pequenos ossos chamados de martelo, bigorna e estribo. Esses ossículos são articulados entre si, e atuam como amplificadores e transmissores das vibrações à orelha interna. Através de um canal chamado de tuba auditiva, antes chamada de trompa de Eustáquio, a orelha média faz comunicação com nossa garganta. Essa comunicação é importante porque atua no equilíbrio da pressão no interior da orelha de acordo com a pressão do meio externo. Quando viajamos de avião, ou subimos e descemos uma serra, podemos sentir uma pressão em nossas orelhas. Isso ocorre porque há uma diferença entre a pressão dentro do canal auditivo médio e a pressão atmosférica. Se subirmos uma serra, a pressão atmosférica diminui em relação à pressão no interior da orelha, e o tímpano é empurrado para fora. Se descermos a serra, a pressão atmosférica aumenta em relação à pressão no interior da orelha, e o tímpano é empurrado para dentro. À medida que o ar que está dentro da tuba auditiva sai, a pressão se equilibra, voltando ao normal.

Na orelha interna podemos encontrar os órgãos responsáveis pelo equilíbrio e pela captação de estímulos sonoros, sendo que um desses órgãos é chamado de cóclea. A cóclea é um longo tubo que se assemelha à concha de um caracol, e que se divide em três compartimentos, todos cheios de líquido. Em um dos compartimentos da cóclea encontramos o órgão de Corti, chamado de órgão espiral pela nova nomenclatura, que contém células sensoriais ricas em cílios responsáveis pela captação dos sons. Já em outro compartimento encontramos a janela oval, que se conecta ao osso estribo. Quando o som passa pelo estribo, ele o transmite à janela oval, fazendo-a vibrar e transmitir essa vibração ao líquido coclear. As vibrações desse líquido fazem os cílios das células sensoriais encostarem-se a uma membrana chamada de membrana tectórica ou membrana tectorial, gerando impulsos nervosos que são conduzidos pelo nervo auditivo até o centro de audição no SNC (sistema nervoso central), onde o som é percebido.

Ainda na orelha interna podemos encontrar o sáculo, o utrículo e os canais semicirculares, estruturas responsáveis pelo equilíbrio, e que pode ser visto com mais detalhes no artigo “Equilíbrio”.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados