Artrópodes
A diversidade dos animais artrópodes.
Os artrópodes são animais cuja principal característica é a presença de apêndices articulados, ou seja, articulação dos membros locomotores, pés e pernas. Reúnem mais de 1 milhão de espécies catalogadas, com outras inúmeras a serem descobertas.

Esses organismos possuem ampla dispersão geográfica, habitando os mais distintos ambientes: aéreo, terrestre e aquático, cada qual adaptado às condições adversas do ecossistema a que pertencem.

Tamanha diversidade e distribuição são atribuídas à presença anatômica de um exoesqueleto quitinoso (polissacarídeo / açúcar nitrogenado), substância secretada por células da epiderme, sendo um aspecto evolutivo determinante quanto à existência deste ao longo da evolução.

Atualmente, o Filo Arthropoda é subdividido em três subfilos, de acordo com a organização corporal, presença e número de antenas e número e tipos de apêndices torácicos, sendo:

Subfilo Crustacea (crustáceos) → camarões, caranguejos, cracas e lagosta;

Subfilo Chelicerata (quelicerados) → escorpiões, aranhas, ácaros e carrapatos;

Subfilo Uniramia (unirrâmios)→ formigas, libélulas, baratas, mosquitos, gafanhotos, abelhas, traças, piolho-de-cobra (diplópodes), lacraia e centopéia (quilópodes).

Principais características dos artrópodes:

São animais metamerizados (corpo segmentado), triblásticos (com três folhetos germinativos), celomados (cavidade geral do organismo) e simetria bilateral.

- Sistema digestivo completo;
- Sistema circulatório aberto;
- Sistema respiratório diversificado: branquial, traqueal e pulmonar ou filotraqueal;
- Sistema excretor realizado por glândulas verdes, túbulos de malpighi ou glândulas coxais;
- Sistema nervoso constituído por vários gânglios nervosos fundidos;
- Sistema sensorial formado por olhos simples ou compostos e sensores táteis e químicos.
- A reprodução é sexuada, sendo as espécies dióicas com fecundação interna ou externa. O desenvolvimento e direto ou indireto, com metamorfose gradual (hemimetábolos) ou completa (holometábulos). 


Crustáceos – organismos dotados de cefalotórax e abdome, cinco pares de membros locomotores inseridos no cefalotórax e dois pares de antenas. A maioria é de vida livre viventes em ambientes aquáticos (água doce ou salgada), poucas espécies são terrestres, necessitando de considerável umidade para sobreviver. 

Quelicerados – corpo dividido em cefalotórax e abdome, sem antena, quatro pares de pernas articuladas ao cefalotórax. A maioria dos representantes é terrestre. 

Unirrâmios – estrutura corporal dividida em cabeça, tórax e abdome, um par de antenas, três pares de pernas locomotoras localizadas no tórax.

Por Krukemberghe Fonseca
Graduado em Biologia
Equipe Brasil Escola
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados