Você está aqui Mundo Educação Biologia Maré Vermelha
Maré Vermelha
O fenômeno causado pela proliferação de algas dinoflageladas.

O acontecimento natural conhecido por maré vermelha ocorre devido à aglomeração em conseqüência da proliferação (multiplicação) de micro-algas dinoflageladas (Filo Dinophyta), causando efeito na coloração da água (vermelha ou marrom) em ambientes de estuário (encontro do rio com o mar) e também em regiões marinhas.

Esses organismos aquáticos, denominados planctônicos, habitantes de região pelágica (superficiais), quando em excessiva reprodução impedem a passagem luminosa reduzindo a taxa fotossintética local.

Essas algas também produzem e liberam toxinas que causam o envenenamento das águas, afetando outras espécies, por exemplo, provocando a morte de peixes, acarretando prejuízos econômicos relacionados à atividade pesqueira.

Fatores como a grande quantidade de matéria orgânica, proveniente do esgoto e lixo doméstico lançados no meio aquático, além de tornar a água imprópria para o consumo humano, colaboram com o crescimento exagerado das algas.

Pesquisas revelam que o aumento do número de marés vermelhas, em termos de quantidade, intensidade e dispersão geográfica, está relacionado à poluição e ao processo de eutrofização das águas marinhas.

Dessa forma, o uso das águas costeiras utilizadas para a prática da aqüicultura (produção de organismos em larga escala para comercialização) concentra grande teor de matéria orgânica, bem como o aumento sistemático da temperatura média global, contribuem consideravelmente com o fenômeno da maré vermelha.

No Brasil, em 2007, uma grande extensão de algas dinoflageladas, concentradas na Baía de todos os Santos (Bahia), ocasionou a morte de centenas de peixes e mariscos, comprometendo o extrativismo econômico da população local.

Assuntos Relacionados