Meiose

A meiose é um processo celular que resulta em quatro células-filhas haploides (n). Para que isso ocorra, existem algumas etapas que são divididas em: meiose I e meiose II.

Meiose
Etapas da meiose I e II

A meiose é um processo celular que, ao invés de originar duas células-filhas diplóides (2n), idênticas à célula-mãe, como na mitose, resulta em quatro células-filhas haplóides (n). Ela ocorre nas células produtoras de gametas, masculinos e femininos e propicia as variações genéticas.

Para que isto ocorra, há duas divisões celulares seguidas neste processo.

Na primeira divisão (meiose I), há as fases:

Prófase I: é dividida em cinco etapas:

- leptóteno: há a condensação dos cromossomos;

- zigóteno: os cromossomos, duplicados, emparelham-se com seus homólogos;

- paquíteno: início das permutações (crossing-over), propiciando, em termos práticos, a variabilidade genética, uma vez que há a troca de segmentos homólogos entre cromátides não-irmãs de um par de cromossomos homólogos;

- diplóteno: os cromossomos começam a se afastar, mas com seus centrômeros inalterados;

- diacinese: há a completa separação dos homólogos e a carioteca desaparece.

Metáfase I: os cromossomos se agrupam na região equatorial da célula, com o auxílio das fibras do fuso.

Anáfase I: os cromossomos se separam, sem romper as cromátides: cada um começa a migrar para um pólo.

Telófase I: o nucléolo e a carioteca reaparecem; o citoplasma se divide (citocinese) e formam-se duas células-filha

Após este evento, há um intervalo, denominado intercinese.

Na segunda divisão (meiose II), as duas células-filhas resultantes seguem etapas que ocorrem tais como na mitose e, inclusive, possuem os mesmos nomes. Ao final destes eventos, cada um dos cromossomos duplicados, de cada uma das duas células, dá origem a dois cromossomos simples, resultando em quatro células-filhas haplóides.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados