Você está aqui Mundo Educação Biologia Fisiologia Movimentos respiratórios

Movimentos respiratórios

Para garantir a respiração, o corpo realiza dois movimentos respiratórios: a inspiração, que é a entrada de ar nos pulmões, e a expiração, que é a eliminação de gás carbônico.

Movimentos respiratórios
É por meio da respiração que conseguimos captar o oxigênio do ar e liberar o gás carbônico

A respiração pulmonar é um processo em que ocorre a entrada de ar em nossos pulmões e sua posterior eliminação. A entrada do ar é importante, pois garante que oxigênio seja levado até o sangue para, então, ser distribuído às células. Além disso, a respiração permite que o gás carbônico produzido pelas células seja lançado para fora do corpo.

Para que a respiração pulmonar aconteça, é fundamental a realização de dois movimentos respiratórios: inspiração e expiração.

→ Inspiração

Na inspiração, o ar entra em nossos pulmões graças à ação integrada de várias estruturas. Os principais eventos que determinam a inspiração são:

  • Contração dos músculos intercostais externos que promovem a elevação das costelas;

  • A elevação das costelas que promove a movimentação do esterno para fora, desencadeando o aumento do diâmetro do tórax;

  • O diafragma, músculo que separa a cavidade abdominal e torácica, contrai e abaixa o assoalho da cavidade torácica;

  • O pulmão alarga-se;

  • A pressão intrapulmonar diminui.

A diminuição da pressão intrapulmonar, que chega a valores abaixo da pressão atmosférica, promove a entrada de ar nos pulmões. Quando o ar entra nos pulmões, a pressão atmosférica e a intrapulmonar ficam equilibradas temporariamente.

Observe a esquematização da inspiração e da expiração, os dois movimentos respiratórios existentes
Observe a esquematização da inspiração e da expiração, os dois movimentos respiratórios existentes

→ Expiração

Na expiração, o ar é expulso do nosso corpo de maneira passiva. O que se observa nesse movimento respiratório é o inverso do que ocorre na inspiração, assim, os eventos marcantes desse movimento são:

  • Relaxamento dos músculos intercostais externos;

  • Relaxamento do diafragma;

  • Retorno ao tamanho de repouso da cavidade torácica;

  • Retração dos pulmões;

  • Aumento da pressão intrapulmonar.

O aumento da pressão intrapulmonar força o ar para fora dos pulmões, lançando-o no meio. Quando o ar sai dos pulmões, a pressão atmosférica e a intrapulmonar ficam equilibradas temporariamente.

Atenção: Apesar dos vários fatores existentes que proporcionam a inspiração e a expiração, é importante salientar que cerca de 80% de todo o movimento respiratório acontece graças à contração e ao relaxamento do músculo diafragma.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados