Você está aqui Mundo Educação Biologia Biologia celular Células Estrutura dos ácidos nucleicos

Estrutura dos ácidos nucleicos

Estrutura dos ácidos nucleicos
Os ácidos nucleicos foram, a princípio, identificados no núcleo das células

As moléculas de ácidos nucleicos são assim chamadas por possuírem caráter ácido e por terem sido, primeiramente, identificadas no interior do núcleo da célula. Atualmente sabemos que os ácidos nucleicos podem ser encontrados tanto dentro quanto fora do núcleo, e que são eles os responsáveis pela herança biológica.

Existem dois tipos de ácidos nucleicos, o DNA (sigla em inglês de desoxiribonucleic acid) ou ADN (ácido desoxirribonucleico), que além do núcleo, pode ser encontrado na mitocôndria e no cloroplasto, e o RNA (sigla em inglês de ribonucleic acid) ou ARN, (ácido ribonucleico), que além do núcleo, pode ser encontrado no nucléolo, nos ribossomos, no citosol, nas mitocôndrias e nos cloroplastos.

Tanto DNA quanto RNA são formados por moléculas menores chamadas de nucleotídeos, que são constituídos por:

- Uma base nitrogenada;

- Um monossacarídeo do grupo das pentoses que pode ser ribose, no caso do RNA ou desoxirribose, no caso do DNA;

- Um grupo fosfato (PO43-).

São conhecidos cinco tipos principais de bases nitrogenadas: adenina, guanina, citosina, timina e uracila, sendo que as bases nitrogenadas adenina e guanina possuem um duplo anel de átomos de carbono e são derivadas de uma substância chamada de purina. Por esse motivo as bases adenina e guanina são chamadas de bases purínicas ou bases púricas. As bases citosina, timina e uracila derivam de outro composto com apenas um anel de carbono chamado pirimidina, e por esse motivo elas são chamadas de bases pririmidínicas ou bases pirimídicas.

As bases nitrogenadas adenina, guanina e citosina são comuns ao DNA e ao RNA, sendo que a base timina ocorre somente no DNA e a base uracila ocorre somente no RNA.

No DNA encontramos duas cadeias polinucleotídicas muito longas enroladas uma sobre a outra. Essas cadeias se unem através de pontes de hidrogênio entre pares de bases específicas: a adenina (A) une-se à timina (T) por duas pontes de hidrogênio, e a citosina (C) une-se à guanina (G) por três pontes de hidrogênio.

As moléculas de RNA são formadas, em sua maioria, por uma cadeia única que se enrola sobre si mesma pelo emparelhamento das bases complementares. Alguns tipos de vírus possuem o RNA com dupla fita, como é o caso do mosaico do tabaco. Existem três tipos de RNA, o RNA mensageiro (RNA-m), que leva o código do DNA até o citoplasma, onde se determinará a sequência de proteínas; o RNA transportador (RNA-t), que transportará os aminoácidos até o local onde será feita a síntese de proteínas; e o RNA ribossômico (RNA-r), que faz parte da estrutura dos cromossomos, nos quais ocorre a síntese de proteínas.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados