Você está aqui Mundo Educação Biologia Seres Vivos Reino Animalia Principais diferenças entre os grupos de artrópodes

Principais diferenças entre os grupos de artrópodes

As principais diferenças entre os grupos de artrópodes estão relacionadas com a divisão do corpo desses animais, o número de patas e a presença de antenas e asas.

Principais diferenças entre os grupos de artrópodes
A lagosta é um tipo de artrópode do grupo dos crustáceos

Os artrópodes são o grupo de animais mais numeroso do planeta. Estima-se que existam três vezes mais espécies desse filo que de outras espécies animais juntas. As características básicas dos artrópodes são a presença de um esqueleto quitinoso, apêndices articulados e órgãos sensoriais desenvolvidos.

Ao estudar os artrópodes, costumamos separá-los em quatro grupos básicos: Quelicerados, Miriápodes, Crustáceos e Insetos. A seguir, abordaremos cada um desses grupos e conheceremos melhor suas diferenças.

→ Quelicerados

Os artrópodes desse grupo recebem essa denominação por causa da presença de um par de apêndices que lhe servem como pinças ou garras, as quelíceras. Além dessa característica, os quelicerados não possuem antena, o que os diferencia de qualquer artrópode. Esses animais possuem, em sua maioria, olhos simples e seu corpo é dividido em cefalotórax e abdome.

A aranha é um quelicerado do grupo dos aracnídeos
A aranha é um quelicerado do grupo dos aracnídeos

Atualmente, a maioria dos quelicerados encontra-se no grupo dos aracnídeos, que apresenta como principais representantes as aranhas, os escorpiões e os carrapatos. Esses animais caracterizam-se por apresentar as quelíceras, um par de apêndice chamado pedipalpos e quatro pares de patas. Os pedipalpos são estruturas usadas na alimentação, na defesa e também na reprodução.

→ Miriápodes

O grupo dos miriápodes inclui animais terrestres que apresentam na cabeça um par de antenas e três pares de apêndices modificados como partes bucais. Esse grupo é formado pelos diplópodes e quilópodes. Os diplópodes apresentam dois pares de patas por segmentos, e seu corpo é dividido em cabeça, tórax e abdome. Os quilópodes possuem apenas um par de patas e corpo dividido em cabeça e tronco. Como exemplo de diplópodes, podemos citar o embuá, e entre os quilópodes, está a lacraia.

O embuá é um exemplo de diplópode, pois possui dois pares de patas por segmento
O embuá é um exemplo de diplópode, pois possui dois pares de patas por segmento

→ Insetos

Os insetos são animais encontrados em habitats terrestres, água doce e salgada. Eles destacam-se por apresentar corpo dividido em cabeça, tórax e abdome, três pares de patas, um ou dois pares de asas, um par de antenas e peças bucais formadas por vários pares de apêndices modificados. Essas peças bucais podem estar adaptadas para mastigar, lamber, perfurar e até mesmo sugar. Como exemplo de insetos, podemos citar os mosquitos, abelhas, baratas e borboletas.

O mosquito é um inseto, uma vez que possui seis patas e asas
O mosquito é um inseto, uma vez que possui seis patas e asas

→ Crustáceos

Os crustáceos são animais encontrados em ambientes aquáticos e terrestres. Como exemplo de representantes desse grupo, podemos citar as lagostas e os caranguejos, animais que se destacam por possuírem um exoesqueleto resistente e endurecido com carbonato de cálcio. Esses animais apresentam corpo dividido em cefalotórax e abdome, dois pares de antenas e três ou mais pares de apêndices modificados como peças bucais.

→ Para fixar

Observe o seguinte quadro com as principais diferenças entre esses grupos de artrópodes:

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados