Você está aqui Mundo Educação Biologia Histologia Animal Tecido muscular estriado esquelético

Tecido muscular estriado esquelético

O tecido muscular estriado esquelético está ligado aos ossos e destaca-se pela presença de vários núcleos e estriações transversais.

Tecido muscular estriado esquelético
O tecido muscular estriado esquelético constitui a maior parte da musculatura do nosso corpo

O tecido muscular é caracterizado pela presença de células alongadas que apresentam capacidade de contração. De acordo com as características das células musculares, é possível classificar esse tecido em: muscular estriado esquelético, muscular estriado cardíaco e muscular não estriado ou liso.

→ Características do tecido muscular estriado esquelético

O tecido muscular estriado esquelético, como o próprio nome indica, está preso aos ossos e apresenta células longas e com muitos núcleos (multinucleadas). Os núcleos dessas células estão localizados na periferia, próximos ao sarcolema (membrana plasmática das células do tecido muscular). Analisando a presença e localização do núcleo, é possível distinguir esse músculo do estriado cardíaco, um tipo de músculo que também apresenta estriações.

As células do músculo estriado esquelético apresentam estriações transversais, por isso a denominação de músculo estriado. Essa estriação é formada pela alternância entre uma faixa clara e uma escura. A faixa escura é denominada de banda A e apresenta filamentos contráteis finos (actina) e espessos (miosina). Já a faixa clara recebe o nome de banda I e apresenta apenas filamentos contráteis finos (actina).

Além da banda A e I, as células musculares esqueléticas possuem a linha Z e a banda H. A chamada linha Z é uma linha transversal escura que se localiza no centro da banda I. A banda H é uma linha clara localizada no centro da banda A. Essas partes formam unidades conhecidas como sarcômeros, que estão localizadas entre duas linhas Z e possuem uma banda A entre duas semibandas I. Uma repetição linear de sarcômeros forma uma miofibrila.

Contração do músculo estriado esquelético

Na contração do músculo estriado esquelético, ocorre a sobreposição dos filamentos de actina e miosina
Na contração do músculo estriado esquelético, ocorre a sobreposição dos filamentos de actina e miosina

O músculo estriado esquelético apresenta uma contração rápida e vigorosa. Essa contração é voluntária, ou seja, está relacionada à nossa vontade e acontece por causa da sobreposição de filamentos finos e grossos. Para que uma contração muscular ocorra, é necessário que os filamentos de actina e miosina deslizem uns sobre os outros. Isso significa que, durante a contração, o comprimento dos miofilamentos não se altera, entretanto, o comprimento do sarcômero diminui e, consequentemente, toda a fibra.

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados