Você está aqui Mundo Educação Biologia Botânica Tecidos vegetais

Tecidos vegetais

Os tecidos vegetais formam o corpo da planta e podem ser classificados em diferentes grupos, como os meristemas, os tecidos primários e secundários.

Tecidos vegetais
As plantas são formadas por diferentes tipos de tecidos

Os vegetais, assim como alguns animais, possuem um corpo formado por tecidos. Esses tecidos podem ser divididos em cinco grupos: meristemas apicais, tecidos meristemáticos primários, tecidos primários, meristemas secundários ou laterais e tecidos secundários.

Meristemas

São tecidos com grande capacidade de sofrer divisão celular. Eles não possuem células diferenciadas e são responsáveis por originar todos os tecidos maduros da planta.

Os meristemas chamados de apicais ou promeristemas são encontrados na extremidade do caule e da raiz. Eles produzem células que originam o corpo primário do vegetal. Logo abaixo do meristema apical, encontram-se os tecidos meristemáticos primários.

Os tecidos meristemáticos primários são a protoderme, o meristema fundamental e o procâmbio. A protoderme é o meristema que origina a epiderme. Já o meristema fundamental origina o parênquima, o colênquima e o esclerênquima. O procâmbio é responsável pela formação dos tecidos vasculares primários, ou seja, o xilema e o floema.

Os meristemas secundários ou laterais promovem o crescimento da planta em espessura. Eles são o felogênio e o câmbio. Responsável pelos tecidos vasculares secundários, o câmbio produz xilema e floema secundários, enquanto o felogênio origina a periderme, que substitui a epiderme, e é formado pelo súber e feloderme.

Epiderme

Presente na parte mais externa de um vegetal em crescimento primário, a epiderme é responsável, principalmente, pela proteção. Suas células são vivas, encontram-se justapostas e podem apresentar várias substâncias, tais como taninos e pigmentos. Na epiderme, existem células especializadas, como as células-guarda dos estômatos e tricomas. Em plantas com crescimento secundário, esse tecido é substituído pela periderme.

Parênquima

O parênquima, tecido do sistema fundamental, é formado por células vivas, que possuem paredes primárias delgadas e vacúolos bem desenvolvidos. O formato dessas células é geralmente descrito como isodiamétrico. O tecido parenquimático pode ser classificado em parênquima de preenchimento, clorofiliano e de reserva.

Colênquima

O colênquima, assim como o parênquima, é um tecido do sistema fundamental que apresenta células vivas na maturidade. Ao serem observadas no microscópio fotônico, as paredes dessas células apresentam coloração branca e brilhante e espessamento irregular, características que podem ser usadas para classificar esse tecido. Os tipos básicos de colênquima são: angular, lamelar, lacunar ou anelar.

Esclerênquima

É um tecido do sistema fundamental que garante resistência ao corpo do vegetal. As células que o compõem apresentam paredes secundárias espessadas, que podem ou não ser lignificadas. [O espessamento, diferentemente do colênquima, é regular.] Geralmente, essas células não são compostas por protoplasto vivo na maturidade. Destacam-se dois tipos celulares importantes: as fibras e as esclereides.

Floema

O floema compõe o sistema vascular no vegetal e sua função é garantir o transporte de materiais orgânicos e inorgânicos em solução. Esse tecido complexo é formado por células de condução (células crivadas e elementos do tubo crivado), células parenquimáticas, fibras e esclereides. Entre as células parenquimáticas, destacam-se algumas especializadas, como as companheiras e as albuminosas. O floema primário origina-se do procâmbio, e o secundário é gerado a partir do câmbio.

Xilema

Parte do sistema vascular, destaca-se por sua capacidade de conduzir água e solutos para todas as partes da célula. Esse tecido também garante a sustentação e o armazenamento de algumas substâncias. Considerado complexo, ele é formado por elementos condutores (traqueides e elementos de vaso), células parenquimáticas e fibras. O xilema primário é formado a partir do procâmbio, enquanto o secundário é formado a partir do câmbio.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados