Você está aqui Mundo Educação Doenças Constipação intestinal ou prisão de ventre

Constipação intestinal ou prisão de ventre

A constipação intestinal é normalmente caracterizada pela diminuição da frequência de evacuação e pela produção de fezes ressecadas.

Constipação intestinal ou prisão de ventre
Uma pessoa deve evacuar pelo menos três vezes por semana

Muitas pessoas apresentam um problema conhecido como constipação intestinal, que pode ocorrer em razão de uma alimentação pouco saudável ou ainda como resultado de problemas de saúde. Um intestino funcionando incorretamente pode ser sinal de doenças graves, como o câncer colorretal. Por essa razão, devemos estar atentos a esse sinal do organismo.

O que é um hábito intestinal normal?

Dizemos que um intestino está funcionando corretamente quando as evacuações ocorrem com relativa frequência e com aspecto normal. É considerada normal a evacuação até três vezes por dia ou ainda três vezes na semana, ou seja, se em um mesmo dia a pessoa libera suas fezes mais de três vezes ou se essa pessoa evacua menos de três vezes na semana, pode haver algum problema.

Além da frequência de eliminação das fezes, outro ponto importante é o aspecto. O ideal é que as fezes estejam sólidas, pastosas e sem sinais de sangue, pus ou restos alimentares.

O que é constipação intestinal?

A constipação intestinal, também chamada de prisão de ventre, é um sintoma que acomete aproximadamente 20% da população mundial, sendo mais comum em mulheres. Pessoas com constipação intestinal apresentam uma frequência de evacuação bastante reduzida, normalmente inferior a três evacuações por semana.

Além disso, as fezes são ressecadas, endurecidas, fragmentadas e com volume variado. Os pacientes queixam-se ainda da necessidade de fazer um grande esforço para evacuar e da sensação de que a eliminação das fezes não foi completa. Podem ocorrer ainda dores, desconfortos abdominais e flatulência.

Quais são as causas da constipação intestinal?

A constipação pode ocorrer como consequência de vários problemas, tais como o estreitamento do intestino, observado em casos, por exemplo, de estenose anal (abertura anal apertada), e a diminuição da capacidade do intestino de realizar movimentos, que pode ser causada por problemas metabólicos, neurológicos, musculares e até mesmo drogas. Além disso, a constipação também pode ser causada por problemas mais simples, como a ingestão de pouca fibra e água, sendo essa causa a mais comum.

Entre as causas mais frequentes de constipação, destacam-se gravidez, sedentarismo, uso de medicamentos, intolerância à lactose, acidente vascular encefálico, síndrome do intestino irritável, hipotiroidismo e doenças colorretais.

Qual é o tratamento para a constipação intestinal?

O primeiro passo para acabar com a constipação intestinal é a mudança de hábitos de alimentação e de vida, sendo recomendada a prática de exercícios físicos e a inclusão de fibras na dieta, assim como água. Os médicos recomendam a ingestão de pelo menos 30 mL/kg/dia de água diariamente.

Outro ponto importante é que o paciente reeduque-se no quesito hábitos de evacuação. É fundamental, sempre que necessário, ir ao banheiro, nunca deixando de responder ao estímulo evacuatório. O ideal é criar um horário para ir ao banheiro e nunca realizar tarefas nesse momento que podem causar distração, como ler.

Além das mudanças de hábito, o uso de medicamentos pode ser necessário. Nesse caso, são usados normalmente produtos conhecidos genericamente como laxantes, que promovem a eliminação das fezes do intestino.

Assuntos Relacionados