Você está aqui Mundo Educação Doenças Enfisema pulmonar

Enfisema pulmonar

O enfisema pulmonar causa dificuldades respiratórias e geralmente afeta pessoas que fumaram por vários anos.

Enfisema pulmonar
Observe como o enfisema pulmonar destrói gradativamente os alvéolos pulmonares

Enfisema pulmonar é uma doença obstrutiva crônica que se caracteriza pela dilatação anormal do pulmão. Nesse órgão, a área mais afetada é o alvéolo pulmonar, estrutura responsável pelos processos de trocas gasosas. O enfisema, que está muito relacionado ao tabagismo, desencadeia dificuldade respiratória e, consequentemente, deficiência na oxigenação do sangue. Nos Estados Unidos, essa doença representa a quarta causa de morte.

→ Características do enfisema pulmonar

O enfisema pulmonar – um processo obstrutivo crônico – ocorre por causa de algumas modificações que afetam os bronquíolos terminais. Essas modificações incluem um alargamento anormal e destruição dessas estruturas, além da destruição dos sacos alveolares. Com isso, ocorre uma diminuição da superfície respiratória e de irrigação.

Essa enfermidade é irreversível, ou seja, não existe tratamento para restabelecer a saúde dos pulmões. Apesar dessa característica, podemos dizer que o enfisema pulmonar é uma doença evitável, uma vez que seu principal fator de risco é o cigarro.

→ Causas do enfisema pulmonar

O enfisema pulmonar apresenta como causa principal o tabagismo e destaca-se pela maior incidência em homens com mais de 50 anos. Vale destacar que essa doença também é frequente em cidades poluídas, portanto, algumas substâncias poluentes podem ter relação direta com o desenvolvimento da doença. Além desses fatores externos, causas internas parecem exercer influência no desenvolvimento do enfisema pulmonar, como distúrbios genéticos.

→ Sintomas do enfisema pulmonar

Os sintomas da doença surgem apenas quando ela já foi disseminada no pulmão, uma vez que pequenos volumes de enfisema geralmente são assintomáticos. Entre os principais sintomas dessa enfermidade, podemos citar:

  • Tosse não produtiva (sem catarro);

  • Dispneia (dificuldade de respirar);

  • Fadiga;

  • Dificuldade de recuperar o fôlego.

→ Diagnóstico do enfisema pulmonar

O diagnóstico é realizado por meio da análise de exames e sintomas. Entre os exames complementares, podemos citar os exames de imagem, sangue e espirometria. Esse último exame é realizado para medir o volume e a velocidade do ar ao entrar e sair dos pulmões.

→ Tratamento do enfisema pulmonar

Como foi dito, o enfisema pulmonar é uma doença sem cura, entretanto, existe tratamento para amenizar os sintomas e melhorar a qualidade de vida do doente. Esse tratamento baseia-se no uso de medicamentos, como broncodilatadores (que abrem as vias respiratórias) e anti-inflamatórios. Além disso, recomendam-se interromper o uso do cigarro, evitar a exposição a substâncias poluentes e realizar fisioterapia. Essa última técnica é essencial para o paciente, uma vez que melhora a capacidade pulmonar e também evita problemas decorrentes do acúmulo de secreções. Em casos avançados da doença, o transplante pulmonar e a cirurgia de redução dos pulmões são recomendados.

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados