Você está aqui Mundo Educação Doenças Doenças virais Febre Mayaro

Febre Mayaro

A Febre Mayaro é uma doença febril transmitida por mosquitos silvestres, principalmente o Haemagogus janthinomys.

Febre Mayaro
Ao visitar áreas de mata, é fundamental o uso de repelentes

Os arbovírus destacam-se pela transmissão realizada por artrópodes, tais como mosquitos. Como exemplo de arbovírus, temos o vírus causador da dengue, da febre amarela, da chikungunya, da zika e da febre Mayaro. Essa última, apesar de pouco conhecida pela maioria da população, já circula em nosso país desde 1955, quando causou um grande surto em um rio próximo à Belém.

O que é a febre Mayaro?

A febre Mayaro é uma doença febril transmitida pelo vírus da família Togaviridae, a mesma família do vírus Chikungunya. O vírus foi descoberto em Trinidad e Tobago, em 1954, e, no Brasil, foi relatada a sua presença em 1955. Após esse período, poucas notificações da febre foram observadas.

Como a febre Mayaro é transmitida?

Por ser uma doença causada por arbovírus, sua transmissão é feita por artrópodes, mais precisamente mosquitos silvestres, como o Haemagogus janthinomys, que também transmite febre amarela silvestre. Os mosquitos transmissores da febre Mayaro normalmente são encontrados em áreas de matas e em vegetação próxima a rios, locais onde é possível observar a presença de macacos, que atuam como hospedeiros principais.

É importante salientar que alguns estudos foram realizados para avaliar a capacidade do Aedes aegypti de transmitir o vírus Mayaro. A suspeita foi confirmada em laboratório, sendo necessário, portanto, atenção em relação a esse provável vetor.

Quais são as manifestações clínicas da febre Mayaro?

A febre Mayaro é muito similar à chikungunya e outras doenças causadas por arbovírus, o que dificulta bastante o diagnóstico e, consequentemente, os estudos sobre a enfermidade. Normalmente uma pessoa com essa doença apresenta febre, dores de cabeça, dores musculares, erupções na pele e dores nas articulações que podem ser acompanhadas por edemas. As dores articulares podem continuar por meses, causando incapacitação no paciente. Além disso, em casos graves, pode ocorrer encefalite, que se trata de uma inflamação do encéfalo.

Qual é o tratamento para a febre Mayaro?

A febre Mayaro, assim como grande parte das doenças virais, é tratada apenas para diminuir os sintomas. Antitérmicos e analgésicos são os principais medicamentos utilizados, sendo necessário, além da medicação, repouso enquanto o corpo livra-se da doença. É importante destacar também que não é recomendado o uso de salicilatos, pois eles estão relacionados com manifestações hemorrágicas.

O que fazer para se prevenir da febre Mayaro?

A febre Mayaro é uma doença silvestre e, portanto, para evitá-la, é necessário evitar locais de ocorrência do mosquito. Quando a visitação a esses lugares for inevitável, é fundamental andar de roupas de manga comprida e fazer uso de repelentes.

É importante destacar que as áreas endêmicas para o vírus Mayaro no Brasil são a região Amazônica e o Centro-Oeste. Entre dezembro de 2014 e junho de 2015, 46 casos da enfermidade foram identificados, sendo 38 em Goiás, 7 no Tocantins e 1 no Pará.

Assuntos Relacionados