Xenofobia
O principal sintoma da xenofobia é o medo excessivo e desequilibrado do desconhecido

Xenofobia é uma aversão apresentada diante do diferente, um medo excessivo, descontrolado, do desconhecido, tanto em relação a pessoas quanto a objetos. É um termo utilizado também para se referir a qualquer forma de preconceito, racial, grupal ou cultural. Pode causar polêmica, sendo confundida com preconceitos e vista como a origem deles. A xenofobia pode originar aversões que levam ao preconceito, embora nem todo preconceito seja proveniente de uma fobia.

O principal sintoma da xenofobia é o medo excessivo e desequilibrado do desconhecido, ocasionado por uma ansiedade, provocada depois de um período em que a pessoa é exposta a algum objeto ou pessoa desconhecida. Isso pode fazer com que a pessoa evite situações de risco, temendo ter uma crise de pânico, o que influencia diretamente na sua rotina, nos relacionamentos e nas atividades sociais.

Essas situações de risco podem provocar angústia, ansiedade, aumento da tensão arterial e da frequência cardíaca.

Vista como qualquer fobia, a xenofobia pode se manifestar de diferentes intensidades, podendo se tornar uma doença psicológica.
Como doença psicológica, a xenofobia é incluída no grupo das perturbações fóbicas, sendo uma fobia específica.

No tratamento da xenofobia são empregados os métodos da terapia comportamental, em que a pessoa é exposta a uma situação estranha que lhe impulsiona a fobia. São aprendidas técnicas para lidar com a ansiedade e angústia sentidas em relação às pessoas desconhecidas.

Em manifestações mais sérias, são utilizados medicamentos, com o objetivo de diminuir a ansiedade.

Assuntos Relacionados

Comentários