Você está aqui Mundo Educação Física Curiosidades de Física Quanto pesa uma nuvem?

Quanto pesa uma nuvem?

Para saber quanto pesa uma nuvem, é necessário multiplicar o valor da densidade e do volume da água que a constitui. A massa resultante pode chegar a mais de 500 toneladas.

Quanto pesa uma nuvem?
Determinadas nuvens podem ter o peso de até 100 elefantes

As nuvens são formadas por minúsculas partículas de água ou gelo que flutuam sobre camadas de ar quente. Essas massas de água são produto da condensação do vapor d´água, e os tipos mais comuns de nuvens formadas por elas são as Cirrus, Cumulus e Stratus.

  • Cirrus: Nuvens altas, que ocupam posições de até 6000 m, finas e formadas por cristais de gelo.

  • Cumulus: Nuvem de desenvolvimento vertical e densa, apresenta contornos salientes e base plana. Esse tipo de nuvem indica tempo bom.

  • Stratus: Nuvens baixas, que ocupam posições de até 2000 m, apresentam cor acinzentada e podem provocar chuviscos.

Peso de uma nuvem

A massa de uma nuvem pode ser determinada com base na densidade. Conhecendo a quantidade de água por metro cúbico e estimando o volume de determinado tipo de nuvem, é possível obter o produto desses valores, que corresponde à sua massa.

A pesquisadora Peggy LeMone, do Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica dos Estados Unidos da América, afirma que nuvens Cumulus podem armazenar mais de 500 toneladas de água. Para ter uma noção dessa quantidade, a pesquisadora comparou a quantidade desse líquido com a massa de elefantes. Uma Cúmulus, por exemplo, equivaleria à massa de aproximadamente 100 elefantes.

LeMone ainda determinou a massa aproximada de um furacão. Para isso, multiplicou-se a massa de 1 m3 de água pelo volume total estimado de um furacão. O valor encontrado foi cerca de 240 milhões de quilos, o que corresponderia a 40 milhões de elefantes!

Apesar dessas estimativas, as gotículas que compõem uma nuvem são extremamente leves, apresentam um espaço muito grande entre si e, caso caíssem, evaporariam antes de tocar o solo. Quando a quantidade de água em uma nuvem atinge um valor crítico, isso faz com que essas gotículas adquiram volume suficiente para gerar as precipitações (chuvas).

Assuntos Relacionados