Você está aqui Mundo Educação Física Termologia Transformação e variação de temperatura

Transformação e variação de temperatura

Existe diferença entre transformação de valores e determinação da variação de temperatura sofrida por um corpo para as diferentes escalas termométricas.

Transformação e variação de temperatura
Os termômetros podem estar graduados em diferentes escalas termométricas

Temperatura é a grandeza escalar que determina o estado de vibração das moléculas de um corpo, mostrando se um objeto está quente ou frio. Se a vibração molecular é intensa, a temperatura de um corpo é alta e o objeto fica quente. Quanto menor a vibração molecular, menor é a temperatura e mais frio o objeto está.

Temperatura é diferente de calor!

O calor é a quantidade de energia que flui entre dois corpos em razão da diferença de temperatura entre eles. Quando dois objetos com temperaturas diferentes são colocados em contato, flui energia do corpo de maior para o de menor temperatura a fim de equilibrar o estado de vibração molecular e atingir o chamado equilíbrio térmico.

Transformação de temperatura

Os termômetros são os instrumentos de medida que determinam a temperatura de um corpo por meio de uma escala termométrica. Atualmente existem três escalas termométricas em uso:

Escala Celsius: essa escala foi elaborada pelo astrônomo e físico Anders Celsius (1701-1744). Os pontos de fusão e ebulição da água nessa escala são, respectivamente, 0 °C e 100 °C.

Escala Fahrenheit: construída em 1708 pelo alemão Daniel Gabriel Fahrenheit (1686-1736), a escala Fahrenheit tem como referências a temperatura normal do corpo humano e a temperatura de uma mistura de gelo e cloreto de amônia. Nessa escala termométrica, os pontos de fusão e ebulição da água são, respectivamente, 32°F e 212 °F.

Escala Kelvin: elaborada pelo físico William Thompson (1824-1907), conhecido como Lorde Kelvin, essa escala é fundamentada na ideia do zero absoluto, isto é, a temperatura em que a vibração molecular cessa. Nessa escala, os pontos de fusão e ebulição da água são, respectivamente, 273 K e 373 K.

Como cada escala foi construída com um determinado parâmetro, elas registram a mesma temperatura por meio de valores distintos. Repare que os valores 100 °C, 212 °F e 373 K representam o mesmo estado de vibração molecular, indicando que a água está em seu ponto de ebulição, portanto, esses três valores representam a mesma temperatura, mas estão escritos em escalas termométricas diferentes.

A equação a seguir serve para transformar qualquer valor de temperatura entre as escalas termométricas.

Os termos da equação acima são:

TC = Temperatura na escala Celsius;

TF = Temperatura na escala Fahrenheit;

TK = Temperatura na escala Kelvin.

Imagine a seguinte situação: um adulto está com sinais que indicam estado febril, então, uma enfermeira afere sua temperatura e encontra o valor 104 °F no único termômetro disponível no momento. O estado desse indivíduo é ou não grave?

A partir da equação de transformação de temperatura, podemos encontrar o valor na escala Celsius referente a 104 °F.

Conclui-se que o estado da criança é grave, pois sua temperatura corporal é de 40°C.

Variação de temperatura

Imagine que um determinado corpo tenha sua temperatura elevada de 10 °C para 60 °C. Nesse caso, houve um aumento de 50 °C na temperatura desse objeto. Dizemos que a variação de temperatura sofrida pelo corpo foi de 50°C, e isso pode ser determinado matematicamente por meio da diferença entre o valor final e o valor inicial de temperatura (60 – 10 = 50).

Como as escalas Celsius e Kelvin possuem 100 intervalos cada uma, elas sempre apresentam a mesma variação, ou seja, se os valores 10°C e 60°C estivessem escritos na escala Kelvin, a variação de temperatura seria de 50 K. A escala Fahrenheit possui 180 intervalos (212 – 32 = 180), por isso, se os referidos valores na escala Celsius estivessem escritos em Fahrenheit, a variação não corresponderia a 50 °F.

Utilizando a equação de transformação entre as escalas, temos que o valor 10 °C corresponde a 50 °F e que o valor 60 °C corresponde a 140 °F. Portanto, a variação correspondente da escala Fahrenheit seria de 90 °F (140 – 50 = 90).

A equação a seguir determina a variação de temperatura sofrida entre as escalas termométricas e não deve ser confundida com a equação de transformação entre as escalas.

Por meio dessa equação, não precisaríamos ter transformado os valores iniciais de Celsius para Fahrenheit e, depois, fazer a subtração. Sabendo que a variação de temperatura na escala Celsius foi de 50 °C, poderíamos escrever:

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados