Você está aqui Mundo Educação Física Termologia Umidade relativa do ar

Umidade relativa do ar

Os efeitos da umidade relativa do ar podem ser sentidos na pele tanto nos dias em que a umidade está alta quanto nos dias em que ela está baixa.

Umidade relativa do ar
Em dias quentes, a umidade relativa do ar pode atingir níveis próximos dos 10%.
Ao ligarmos a TV para nos informarmos sobre o que está acontecendo na nossa cidade, no nosso país e até mesmo no mundo, as notícias fornecidas pelos telejornais nos deixam a par do que está acontecendo na economia, educação, política, enfim, recebemos informações sobre todas as áreas.

Mas a notícia que muitos espectadores esperam diz respeito à natureza ou aos fenômenos climáticos, por exemplo: quando irá chover, fazer frio, calor, etc.

O ar é formado por uma mistura de vários gases, incluindo o vapor de água, que é evaporado dos lagos, rios, mares, etc. Quando anunciado nos telejornais, no momento da previsão do tempo, que o ar está umido, estão na verdade dizendo que a concentração de vapor de água no ar está em grande quantidade, mas quando anunciam que o ar está seco, estão apenas nos informando que a concentração de vapor de água no ar está baixa.

Podemos sentir na pele os efeitos da umidade relativa do ar nos dias muito quentes ou até mesmo em dias não tão quentes. Em dias nos quais a umidade relativa do ar está baixa, sentimos desconforto, nossa pele fica ressecada e também há o ressecamento da mucosa.

Nos dias em que a umidade relativa do ar está alta, também podemos nos sentir um pouco desconfortáveis pelo fato de a umidade atrapalhar no processo de evaporação do suor do nosso corpo, mas em grande parte podemos perceber os benefícios quando respiramos.

A umidade relativa pode ser medida através do quociente da densidade do vapor de água que está presente no ar pela densidade do vapor de água saturado.

Descrevendo este quociente em uma equação temos:
 

É sabido que para as pessoas se sentirem confortáveis quanto a umidade relativa do ar, essa medida deve estar entre 40% e 50%. No entanto, isso nem sempre acontece, uma vez que algumas cidades apresentam temperaturas diferentes, fazendo com que a umidade relativa chegue a níveis próximos dos 10%.

Por Domiciano Corrêa Marques da Silva
Graduado em Física

Assuntos Relacionados