Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia humana A Burocracia no Stalinismo

A Burocracia no Stalinismo

A Burocracia no Stalinismo
Um dos símbolos da burocracia

Durante a implantação do stalinismo, pensava-se que, automaticamente, as diferenças entre as classes seriam extintas, pois com a socialização dos meios de produção todas as empresas seriam estatais, ou seja, do povo, no entanto essas estatais eram dirigidas e administradas por uma elite do partido único, responsável pelo regime, essa elite ficou denominada burocracia.

Burocracia é popularmente conhecida como algo dificultoso, demorado, imensa quantidade de papéis, exigências exageradas de documentos, que são comuns principalmente em órgão financeiro e público, os itens citados fazem parte da burocracia, mas não se resume a isso. A maneira mais correta de definir é: forma de administrar governos ou empresas.

É uma maneira rígida com poder centralizado, respeitando as hierarquias (diretores, presidentes, chefes etc.), que estão a todo o momento fiscalizando, controlando os seus subordinados, funcionários ou cidadãos, então a burocracia não se resume em procedimentos administrativos que tornam as coisas mais complicadas, é também composta por um conjunto de burocratas, esses são funcionários de empresas e órgãos públicos que exercem a função de organizar, fiscalizar, administrar e controlar pessoas e coisas.

Os burocratas são mais comuns em economias planificadas, isso fica evidenciado ao praticar o formalismo e no forte interesse pela hierarquia, em que o chefe manda, demite e promove, geralmente seus cargos são fidelizados. A burocracia nas economias planificadas resume-se à elite manipuladora que usufrui de privilégios enquanto a população vive com restrita condição de vida.

Assuntos Relacionados