Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia humana Como sobreviver no mercado de trabalho

Como sobreviver no mercado de trabalho

Como sobreviver no mercado de trabalho
Há milhões de desempregados no Brasil e no mundo.
O mundo passa por uma crise econômica, fator que reflete diretamente na quantidade de desempregados. Mas mesmo antes da crise, o mundo já enfrentava o problema do desemprego, até os países industrializados têm convivido com isso. Para um grupo de estudiosos, as inovações tecnológicas irão substituir muitas profissões existentes atualmente. Esse fenômeno social deve atingir também os países desenvolvidos.

Na concepção desse grupo, as estimativas são as mais pessimistas em relação ao número de vagas de trabalho, que gradativamente vêm diminuindo em escala global. Há também outro grupo de estudiosos que acredita em perspectivas mais positivas, pois as inovações tecnológicas são inevitáveis no mundo moderno, mas na medida em que algumas profissões são extintas, outras surgem no mercado de trabalho, ou seja, ocorre uma evolução no quadro profissional e acadêmico. Segundo especialistas no assunto, as profissões do futuro ainda nem foram criadas.

Na verdade, o que falta hoje às pessoas é qualificação profissional, condição indispensável para um mercado que exige cada vez mais do trabalhador. Os trabalhos mecânicos e repetitivos tendem a serem realizados por máquinas e robôs. O mercado de trabalho procura um profissional criativo, inteligente e que usa o intelecto e não as forças. Além disso, as grandes empresas dão prioridade para funcionários que exercem múltiplas funções e que conhecem todo o funcionamento da empresa, o que requer uma qualificação em nível acadêmico e tecnológico. Diante disso, países que se preocupam com a questão do desemprego investem milhões em universidades e centros de pesquisas, isso com a finalidade de qualificar sua população.

A seguir algumas atitudes que podem ajudar a sobreviver no mercado de trabalho:

• Ser eclético, mantendo uma boa relação com diferentes origens culturais.
• Dominar outros idiomas, no mínimo, o inglês e o espanhol.
• Informar-se sobre as empresas concorrentes, verificando o que elas têm de bom e de ruim.
• Se adaptar às tecnologias, especialmente aquelas ligadas à informática. Todas as empresas possuem sistemas informatizados.
• Não se limitar a conhecer somente o seu trabalho, buscar conhecer todos os departamentos, funções e resultados das atividades desenvolvidas na empresa.
• Ler temas ligados à economia para entender a dinâmica do mundo globalizado.
• Ser pontual, responsável, discreto, sociável, comunicativo, entre outros.

Assuntos Relacionados