Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia humana do Brasil Densidade demográfica do Brasil

Densidade demográfica do Brasil

O estudo da densidade demográfica do Brasil permite-nos observar a má distribuição da população pelo território.

Densidade demográfica do Brasil
A população brasileira apresenta baixas densidades demográficas e está mal distribuída pelo território

A densidade demográfica é um conceito populacional referente à média do número de pessoas residentes por unidade de área em uma dada localidade e é geralmente medida na relação habitante por quilômetro quadrado. No Brasil, o estudo da densidade demográfica, em termos gerais e também regionais, permite-nos facilmente observar a má distribuição da população pelo território nacional.

De acordo com a estimativa oficial do IBGE realizada para a população Brasileira no ano de 2014, o número de habitantes do país é de 202.768.562. Ao mesmo tempo, a área territorial oficial do país é de 8.515.767,049 km². Dessa forma, ao calcularmos a densidade demográfica do Brasil, temos que:

D = H / T (densidade demográfica é igual ao número de habitantes pela área territorial)

D = 202.768.562 hab. / 8.515.767,049 km²

D = 23,81095687954627

D ~ 23,8 hab/km²

Portanto, a densidade demográfica do Brasil é de 23,8 habitantes por quilômetro quadrado.

No entanto, se considerarmos os valores demográficos regionais, essa relação altera-se significativamente, pois, como já afirmamos, a população do país encontra-se má distribuída, havendo regiões com uma elevadíssima concentração de pessoas e outras com verdadeiros “vazios demográficos”. A cidade de São Paulo, por exemplo, apresenta mais de 7.300 hab/km², ao passo em que várias cidades na região Norte apresentam índices menores do que 10 hab/km².

Em virtude da história econômica do Brasil, as maiores taxas de densidade demográfica do Brasil encontram-se na região Sudeste, seguida pelo Sul e pelo Nordeste. Confira os dados regionais*:

1º Sudeste = 67.77 hab/km²

2º Sul = 38.38 hab/km²

3º Nordeste = 27.33 hab/km²

4º Centro-Oeste = 5,86 hab/km²

5º Norte = 2,66 hab/km²

Se considerarmos a divisão dos estados brasileiros, a liderança fica a cargo do Distrito Federal – 444,7 hab/km² – tanto por causa da capital Brasília quanto pelas grandes aglomerações urbanas que se formaram após a rápida urbanização de seu entorno. Em seguida, temos o Rio de Janeiro (365,2 hab/km²), São Paulo (166,2 hab/km²), Alagoas (112,3 hab/km²) e Sergipe (94,3 hab/km²).

Portanto, considerando a análise dos dados, é possível também observar que, espacialmente, o Brasil possui uma concentração populacional em toda a faixa litorânea do território nacional. Isso, de certa forma, é um reflexo do povoamento histórico do país e demonstra que as políticas de “marcha para o oeste” adotadas no século XX ainda foram insuficientes para promover uma total interiorização da população e dos investimentos no espaço geográfico do Brasil.

A população brasileira encontra-se, em maior parte, nas áreas litorâneas do território
A população brasileira encontra-se, em maior parte, nas áreas litorâneas do território

* Os dados regionais foram obtidos com base no Censo Demográfico de 2010, quando a densidade demográfica nacional ainda era de 22,4 hab/km².

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados