Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia Geral Diferença entre limite e fronteira

Diferença entre limite e fronteira

É importante conhecer a diferença entre limite e fronteira, conceitos que muitos consideram como sinônimos, mas que possuem significados distintos.

Diferença entre limite e fronteira
Limite é um conceito preciso que se refere a um traçado definido e pode ser natural ou artificial

Qual é a diferença entre limite e fronteira?

O termo "limite" está relacionado com um traçado preciso, linear e evidentemente definido no terreno. A expressão fronteira, por sua vez, possui maior abrangência e refere-se a uma região ou faixa. Pode ser também entendida como uma região fronteiriça.

Comumente vistos como sinônimos, os conceitos de limite e fronteira possuem diferenças e expressam dinâmicas territoriais, culturais e sociais distintas entre si.

Fronteiras e limites

Os limites relacionam-se com a ideia de divisão e, em geral, são estabelecidos por acordos e tratados entre dois ou mais países. Por meio desses acordos, são criados os traçados, que podem ser definidos por características naturais ou artificiais.

⇒ Limites naturais: são aqueles que não foram estabelecidos pelo homem, como rios, córregos, mares e montanhas, e são utilizados como parâmetro para delimitar o fim de um território e o começo de outro.

O Rio Iguaçu é um limite natural que divide os territórios do Brasil e da Argentina
O Rio Iguaçu é um limite natural que divide os territórios do Brasil e da Argentina

⇒ Limites artificiais: são aqueles construídos pelo homem, como estradas, muros e linhas imaginárias, e também são utilizados ou construídos com a finalidade de delimitar territórios.

O muro que separa o México dos Estados Unidos é um limite artificial e foi construído com a finalidade de ser uma linha divisória entre esses países
O muro que separa o México dos Estados Unidos é um limite artificial e foi construído com a finalidade de ser uma linha divisória entre esses países

As fronteiras entre países foram estabelecidas no decorrer da história, pela ocupação populacional, acordos entre nações ou conquistas militares. Historicamente as fronteiras foram, em geral, influenciadas por fatores étnicos, linguísticos e culturais de uma dada população.

⇒ Fronteiras artificiais

Nem sempre as influências que citamos acima foram relevantes para o estabelecimento de fronteiras. Em momentos da história recente, houve a criação de fronteiras artificiais, como as estabelecidas nos processos de colonização da África e do Oriente Médio. Os países europeus que estabeleceram essas fronteiras não levaram em consideração as diferenças étnicas, linguísticas e religiosas dos povos locais, o que resultou em conflitos étnicos e religiosos que persistem até os dias atuais.

Portanto, os limites referem-se a uma determinação legalmente fomentada e estabelecida por um acordo formal ou uma convenção. Já as fronteiras são mais dinâmicas, referindo-se às trocas e relações culturais, econômicas, militares, religiosas etc.

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados