Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia humana População Diferença entre povo e nação

Diferença entre povo e nação

Conhecer a diferença entre povo e nação ajuda-nos a compreender por que podem existir várias nações dentro de um mesmo povo.

Diferença entre povo e nação
Povo é um grupo que possui vínculo jurídico-político com o Estado, podendo ser nato ou naturalizado*

Povo é a população do Estado considerada sob o aspecto puramente jurídico, sendo constituído por um grupo de pessoas entendidas em sua integração em uma ordem estatal determinada. Pode ser também compreendido como o conjunto de indivíduos sujeitos às mesmas leis. São os súditos, os cidadãos de um mesmo Estado. Nesse sentido, o elemento humano do Estado é sempre um povo, ainda que formado por diversas etnias, culturas, línguas, histórias e aspirações diferentes.

O termo povo não é empregado de maneira uniforme no meio científico e nos meios de comunicação. Com frequência, é confundido com o conceito de população e nação. População é um conceito que se refere apenas a uma expressão numérica, demográfica ou econômica. Vejamos a seguir o conceito de nação.

O conceito de nação está relacionado com fatores históricos, culturais e de identidade
O conceito de nação está relacionado com fatores históricos, culturais e de identidade

Nação

Uma nação é constituída por uma população que partilha a mesma origem, língua, religião e/ou cultura, ou seja, são pessoas que possuem uma história e identidade comuns. O conceito de nação, portanto, é mais amplo e complexo do que o conceito de povo.

A nação, no entanto, submete-se ao Governo e à legislação do país em que se localiza. Assim, um mesmo país pode abrigar nações distintas. O Brasil, por exemplo, abriga diversas nações indígenas, que, por se localizarem no território do Brasil, respondem às leis e aos objetivos do Estado Nacional brasileiro.

Nação basca

Há casos em que a identificação nacional ultrapassa a fronteira dos países. É o caso da nação basca. Os bascos povoam o estremo norte da Espanha e o sudeste da França, mas 90% do território que ocupam está na Espanha. Essa população possui uma cultura com traços próprios – a língua local, o euskara, idioma ancestral que não faz parte do grupo de línguas indo-europeias, constitui um significativo exemplo. Embora estejam divididos em dois países, os bascos possuem características que os unem, partilhando sentimentos de identidade e nacionalidade.

Além da nação basca, existem outras nações sem território e sem Estado próprio, como os Curdos, Palestinos, Caxemires, Tibetanos, Chechenos, entre outras.

*Crédito da Imagem: testing / Shutterstock

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados