Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia Física Manto terrestre

Manto terrestre

O manto terrestre é reconhecidamente a maior camada da Terra, com maior volume, massa e extensão, sendo composto por rochas em estado pastoso ou fluido.

Manto terrestre
O manto, a segunda camada terrestre

O manto terrestre representa a camada intermediária da Terra, posicionando-se acima do núcleo interno e abaixo da crosta terrestre. Ele é separado dessas camadas por duas descontinuidades, chamadas, respectivamente, de descontinuidade de Gutenberg e descontinuidade de Mohorovicic.

A principal característica do manto é o fato de ele ser a maior entre as camadas da Terra, com cerca de 83% do volume do planeta e 67% de sua massa. Sua extensão inicia-se a seis quilômetros abaixo da crosta em algumas áreas oceânicas e vai até 2900 quilômetros, onde chega a atingir temperaturas de aproximadamente 2000ºC.

O ser humano jamais alcançou com qualquer tipo de instrumento o manto terrestre. O que se sabe dessa camada da Terra é proveniente de análises sobre as ondas sísmicas internas captadas por sismógrafos, além do material proveniente de erupções vulcânicas e da composição de algumas fossas oceânicas.

No manto, as rochas não se encontram no estado físico tal qual ocorre na crosta terrestre. Nele, elas apresentam-se em uma consistência pastosa, que se torna cada vez mais fluida à medida que se aumentam as profundidades, uma vez que a principal geração de calor interno da Terra é o núcleo terrestre. Sua composição principal é de silicatos de ferro e de silício.

Isso quer dizer que o manto superior é a parte mais externa do manto e é constituído por um material mais plástico, com temperaturas e densidades menores. O manto inferior, por sua vez, apresenta uma consistência quase líquida e com maior densidade. Há, ainda, poucas informações precisas sobre essa camada, como a forma em que se movimenta e as transformações químicas ou físicas específicas realizadas.

O principal efeito do manto sobre a superfície terrestre, além da manifestação da lava em erupções vulcânicas, é a atuação das células ou correntes de convecção. Trata-se da movimentação circular do manto superior, que funciona como se fosse uma “esteira” para a crosta terrestre, que, por sua vez, é dividida em várias placas tectônicas que, por isso, movem-se constantemente. Esses movimentos estão atrelados a todas as atividades tectônicas, como a formação de montanhas e vulcões, além dos terremotos e tsunamis.

Assuntos Relacionados