Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia Física Precessão dos Equinócios

Precessão dos Equinócios

A precessão dos equinócios é o movimento cíclico realizado pela Terra ao redor do plano de sua eclíptica.

Precessão dos Equinócios
A precessão é apenas um dos vários movimentos da Terra

A precessão dos equinócios é um dos vários movimentos realizados pela Terra e corresponde ao deslocamento circular efetuado pelo planeta em torno do eixo de sua eclíptica. Por analogia, compara-se esse movimento ao giro de um peão desequilibrado ou levemente inclinado. Ele é realizado ao mesmo tempo em que a rotação, a translação, a nutação e outros fenômenos.

A causa da precessão dos equinócios é o fato de a Terra apresentar uma certa inclinação em seu eixo de rotação, estimada em 23,5º. Por essa razão, o planeta realiza um movimento de cerca de 1º em torno do eixo vertical de sua esfera eclíptica a cada ano. Nas imagens a seguir, podemos visualizar melhor a dinâmica do movimento em questão.

Esquema ilustrativo do movimento de precessão dos equinócios da Terra
Esquema ilustrativo do movimento de precessão dos equinócios da Terra

Ilustração divulgada pela NASA sobre a precessão dos equinócios
Ilustração divulgada pela NASA sobre a precessão dos equinócios

Conforme podemos observar no esquema acima, o movimento de precessão é determinado pelo grau de inclinação do eixo de rotação em relação ao plano de sua eclíptica. Sendo assim, se essa inclinação apresentasse uma angulação maior, certamente o movimento precessional ocorreria mais rapidamente.

Portanto, se retomarmos o exemplo do peão desequilibrado, é possível observar que o movimento precessional é muito mais lento, uma vez que ele leva 25 770 anos para completar-se, por isso que ele é chamado de “O Grande Dia”. Apesar de toda essa lentidão, esse movimento foi descoberto por Hiparco de Alexandria no ano de 129 a.C.

As consequências da precessão dos equinócios não são muito relevantes sob o ponto de vista climático e da dinâmica dos elementos naturais da Terra. O seu principal efeito é a antecipação dos equinócios (período do ano em que a Terra possui dias e noites com a mesma duração), o que justifica a sua denominação. Já sob o ponto de vista astronômico, algumas alterações são mais notórias.

A principal dessas alterações é a mudança da posição dos astros. Antigamente, os solstícios de verão no hemisfério norte ocorriam quando o sol se posicionava sobre a constelação de câncer e, no sul, sobre a de capricórnio. Atualmente, esse mesmo processo ocorre, respectivamente, sobre as constelações de touro e sagitário.

O “início” da precessão dos equinócios é marcado também por uma mudança astronômica. Atualmente, os equinócios ocorrem com o sol posicionado sobre a constelação de Peixes, mas no “grande dia” anterior, a constelação era a de Áries. Por isso, existem muitas crenças, mitos e exoterismos relacionados com o próximo grande dia, que se iniciará quando os equinócios passarem a acontecer com o sol posicionado sobre a constelação de Aquário.

Assuntos Relacionados