Rede Urbana

A rede urbana manifesta-se na integração de cidades em nível local, regional e global.

Rede Urbana
As redes de cidades expressam a integração entre os diferentes centros urbanos

A Rede Urbana é o conjunto articulado de cidades e grandes centros urbanos, que se integram em escalas mundial, regional e local por meio de fluxos de serviços, mercadorias, capitais, informações e recursos humanos. Essa rede estrutura-se por meio de uma hierarquia, em que as cidades menores costumam ser relativamente dependentes das cidades maiores e economicamente mais desenvolvidas.

O grau de integração de uma dada rede urbana de um país é um indicativo de seu nível de desenvolvimento. Em regiões economicamente mais dinâmicas, a tendência é uma maior interligação entre as suas diferentes cidades, geralmente mais adensadas e com uma melhor infraestrutura. Por outro lado, países considerados subdesenvolvidos apresentam uma integração limitada entre as suas cidades, apresentando uma organização territorial dispersa e pouco coesa.

A rede urbana expressa, dessa forma, a espacialização da divisão territorial do trabalho, em que cada cidade ou centro urbano exerce uma função complementar para o todo dessa rede. Diante disso, um sistema de transporte articulado e um sistema de informações avançado permitem um melhor funcionamento operacional.

A formação de redes urbanas pelo mundo não é uma novidade. Um exemplo foi a rede de cidades greco-romanas que perdurou até a Idade Média. Por outro lado, foi com o advento da Globalização e da Terceira Revolução Industrial que esse fenômeno alcançou uma escala mundial através da formação das chamadas cidades globais ou megalópoles.

Na economia financeira atual, a formação de cidades globais é algo crucial para o desenvolvimento de um dado país, pois são nessas cidades que se instalam os principais centros econômicos e onde a comunicação com os demais polos de desenvolvimento acontece. Forma-se, então, uma verdadeira rede de cidades globais, capazes de concentrar boa parte da população mundial e de garantir o funcionamento da economia globalizada. No mapa abaixo, podemos observar a distribuição dos principais polos econômicos do mundo na atualidade.

Os principais centros urbanos que estruturam a rede de cidades em nível global
Os principais centros urbanos que estruturam a rede de cidades em nível global

Diante disso, podemos concluir que à medida que a globalização se expande, ampliam-se as centralidades em nível mundial, com o surgimento de cada vez mais cidades globais. Isso poderá proporcionar uma maior integração mundial das finanças internacionais, além de dinamizar ainda mais os parâmetros da globalização.

Assuntos Relacionados