Você está aqui Mundo Educação Gramática Figuras de linguagem

Figuras de linguagem

Figuras de linguagem
As figuras de linguagem demarcam os distintos recursos de que o emissor se utiliza para conferir um caráter ainda mais enfático às palavras

Você já parou para pensar sobre o fato de que quando nos comunicamos, sempre o fazemos com base em um propósito? Mesmo porque, em virtude do óbvio, a não ser que se trate de um diário, em toda e qualquer comunicação sempre há a presença de interlocutores envolvidos.

Falando sobre esses propósitos, cabe-nos concluir que eles se divergem, indo desde a um simples entretenimento, passando pela instrução, informação, enfim... Assim, dependendo das intenções às quais o emissor se presta para atingir o “outro”, ele pode se utilizar dos distintos recursos que a própria língua oferece, no sentido de ornamentar, de dar mais ênfase à mensagem, de deixá-la ainda mais criativa. Estamos nos referindo, pois, às chamadas figuras de linguagem, que nada mais são que os recursos estilísticos que nascem da necessidade expressa pelo emissor.

Constatá-las nos faz apreciar mais de perto os ornamentos presentes na linguagem publicitária e, sobretudo, na linguagem literária – modalidades essas conferem ao interlocutor a possibilidade de ir além da materialidade palpável, ou seja, permite-o a visualizar o valor, o sentido simbólico ora expressos no rico e magnífico trabalho com a linguagem.

Assim, como bem nos aponta Carlos Drummond de Andrade:

“Chega mais perto e contempla as palavras.

Cada uma tem mil faces secretas sob a face neutra... ”[...]

Tais faces secretas, como descobri-las? Simples, simples, pelo fato de que, ao compartilharmos as informações prestadas por meio desta seção, tornar-nos-emos hábeis para desvendá-las.

Deleite não irá nos faltar, por isso, aproveitar é a palavra de ordem neste momento!!!


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Artigos de "Figuras de linguagem"