Dom Pedro II

Dom Pedro II, o último imperador do Brasil, exerceu um longo reinado, que se estendeu de 1841 a 1889.

Dom Pedro II
Dom Pedro II, filho de D. Pedro I e da imperatriz Leopoldina, reinou sobre o Brasil até 1889

Dom Pedro II (nascido Pedro de Alcântara) foi o segundo e último imperador do Brasil. Ao contrário de seu pai lusitano, o primeiro a reinar em terras brasileiras, D. Pedro II nasceu no Brasil, no interior do estado do Rio de Janeiro, em 1825, fruto da união das casas aristocráticas de Bragança (à qual estavam vinculados seu pai e seu avô, D. João VI) e de Habsburgo. A essa última pertencia sua mãe, a arquiduquesa da Áustria e imperatriz do Brasil, Maria Leopoldina.

A preparação de Pedro II para assumir o trono de imperador do Brasil começou ainda muito cedo, quando ele estava prestes a completar seis anos de idade, em 1831. Nesse ano, seu pai abdicou do trono em seu favor, voltando para Portugal para enfrentar uma disputa política em virtude da sucessão do trono português após a morte de D. João VI. A mãe de Pedro II, Maria Leopoldina, morreu em 1826, quando o futuro imperador tinha apenas 1 ano de idade. Sendo assim, a sua formação foi conferida a preceptores, dentre os quais se destacou José Bonifácio de Andrade e Silva.

Até 1841, o Brasil foi administrado por regentes que procuravam cumprir as diretrizes políticas imperiais até o momento em que Pedro II estivesse apto para assumir o trono. Esse foi um dos períodos mais conturbados do Brasil, pois houve grande revoltas regionais, como a Guerra dos Farrapos, ocorrida em 1838. Entre 1840 e 1841, os parlamentares do Império Brasileiro, em Assembleia Geral, decidiram por conferir a maioridade a Dom Pedro II, na ocasião em que ele tinha apenas 14 anos de idade. No ano seguinte, Pedro II foi coroado e sagrado como imperador.

O Segundo Império foi marcado por alguns acontecimentos decisivos, como o desenvolvimento da economia cafeeira, tendo como base ainda o trabalho escravo, e de alguns setores da indústria, como a construção de ferrovias. Ao mesmo tempo, também houve o processo gradual de extinção do trabalho escravo, ainda que o Brasil tenha sido o último país ocidental a abolir a escravidão. A garantia da integração territorial nacional, a Guerra do Paraguai e o fortalecimento do Exército Brasileiro também ocorreram sob o reinado de Pedro II.

Alguns aspectos de cunho particular a respeito do imperador também chamam atenção. Dom Pedro II gostava de viajar para centros turísticos de prestígio histórico e chegou a visitar as grandes pirâmides do Egito, no vale de Gizé, onde tirou fotografias com a família real. A tecnologia fotográfica era, diga-se de passagem, uma das grandes obsessões do monarca.

Pedro II foi destronado em 1889, quando ocorreu a Proclamação da República por meio do Golpe Militar de 15 de novembro. O imperador faleceu em Paris, em 1891, recebendo, no entanto, todas as honrarias de chefe de Estado, concedidas pelas autoridades francesas.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados