Fases da Segunda Guerra Mundial

Maior conflito da história da humanidade, a Segunda Guerra concentrou grande parte das batalhas na Europa entre 1939 e 1945 e pode ser dividida em duas fases.

Fases da Segunda Guerra Mundial
Soldados americanos desembarcando na praia de Omaha, na Normandia, durante o Dia D, em 1944

A Segunda Guerra Mundial foi o maior conflito da história da humanidade por mobilizar países de todos os continentes do planeta e apresentar cenários de guerra na Europa, África, Ásia e Oceania entre 1939 e 1945. Nesse conflito, aconteceram eventos marcantes como o Holocausto e o lançamento das bombas atômicas, e os historiadores estimam que entre 60 e 70 milhões de pessoas tenham morrido em todo o planeta em decorrência dessa guerra.

A Segunda Guerra Mundial foi consequência dos ressentimentos que permaneceram da Primeira Guerra Mundial. Esses ressentimentos, concentrados principalmente na Alemanha por causa da derrota nessa guerra, da humilhação de Versalhes e da forte crise econômica e política, permitiram o desenvolvimento do Partido Nazista, de orientação de extrema-direita.

O partido alemão, que possuía um discurso de nacionalismo extremo aliado a tendências antissemitas, xenofóbicas e imperialistas, transformou a Alemanha sob a liderança de Adolf Hitler, a partir de um rápido crescimento econômico. Assim, com uma doutrinação imposta à população, a Alemanha fortaleceu-se economicamente e militarmente e assumiu um expansionismo territorial que a levou a invadir e anexar Áustria e Tchecoslováquia em 1938.

O estopim da guerra, contudo, deu-se com a invasão da Polônia em 1º de setembro de 1939. Com essa invasão, o líder alemão desejava dar mais um passo na formação do “espaço vital” germânico. Além disso, essa ofensiva era uma vingança de Hitler, que pretendia recuperar antigos territórios germânicos perdidos com a derrota na Primeira Guerra Mundial (como o corredor polonês e Danzig).

Os dois grandes grupos que lutaram na Segunda Guerra foram:

  • Eixo: composto por Alemanha, Itália e Japão, esse grupo foi formado a partir do Pacto Tripartite, assinado entre esses três países protagonistas em 1940, com a guerra em andamento.

  • Aliados: composto principalmente por Reino Unido, França (oficialmente até 1940), Estados Unidos e União Soviético (a partir de 1941).

Primeira fase: a blitzkrieg alemã (1939-1941)

A primeira fase da Segunda Guerra Mundial é marcada pela intensidade do desempenho da Wehrmacht, o exército alemão. Nesse período, os alemães avançaram por diversas partes da Europa conquistando e expandindo rapidamente o império nazista. Esse avanço foi possível, em parte, graças à aplicação de uma tática de guerra inovadora para aquele período.

Chamada de blitzkrieg (guerra relâmpago em português), essa estratégia consistia em realizar ataques maciços com a infantaria, artilharia, blindados e aviação contra um ponto focal do exército adversário, o Schwerpunkt. Assim que as defesas adversárias dessem uma brecha, os alemães aproveitavam-se dela com movimentação rápida, de forma a penetrar e separar o exército inimigo.

O sucesso dessa tática permitiu que os alemães conquistassem rapidamente a Polônia, Noruega, Holanda, Bélgica, Iugoslávia etc. O maior triunfo dos alemães nessa fase do conflito ocorreu na vitória contra os franceses, surpreendendo o mundo pela sua rapidez. Os exércitos franceses, obsoletos, não foram capazes de resistir aos exércitos alemães, principalmente pela ineficiência dos comandantes franceses em entender a estratégia de ataque dos alemães.

Com o sucesso na Europa Ocidental, a Alemanha concentrou suas atenções contra o Reino Unido e promoveu ataques aéreos pesados contra Londres e outras cidades inglesas. Os ataques, no entanto, não foram suficientes para derrotar os ingleses. O passo seguinte de Hitler foi planejar a invasão da União Soviética, em uma das maiores ações do conflito e definidora dos rumos que a guerra tomaria.

A invasão da União Soviética aconteceu em junho de 1941, com o objetivo inicial de ser conquistada pela Alemanha em cerca de oito semanas. Rapidamente, os alemães avançaram sobre o território soviético, porém uma junção de fatores barraram a continuidade desse avanço: as dimensões territoriais da União Soviética, a quantidade gigantesca de soldados e recursos disponíveis aos soviéticos e a mudança climática no final de 1941, com a transição da primavera para o inverno.

Ao final da 1941, a cúpula de poder dos nazistas – incluindo o próprio Hitler – já sabiam que a Alemanha não possuía recursos para viabilizar a vitória contra a União Soviética. Hitler, porém, rejeitou a resolução do conflito de maneira diplomática. O ano de 1942 trouxe uma grande batalha no fronte soviético e uma derrota que custou caro aos nazistas em Stalingrado.

Segunda fase: a virada e vitória Aliada (1942-1945)


General alemão Erwin Rommel, no deserto do Norte da África, em imagem de fevereiro de 1942

A virada no cenário da guerra começou com a Batalha de Stalingrado, que aconteceu entre 1942 e 1943. A cidade soviética, localizada nas margens do Rio Volga, presenciou o maior combate da Segunda Guerra Mundial. Em relatos sobre esse episódio, contam-se os embates pela conquista de cada casa, rua e quarteirão.

Os soviéticos, em uma mobilização gigantesca, conseguiram frear o ímpeto do ataque alemão e, após quase perder e a um custo altíssimo, saíram vitoriosos. Os historiadores estimam que os soviéticos tenham perdido quase 1,2 milhão de vidas em Stalingrado, enquanto os alemães tiveram quase 800 mil mortos, o que totalizava quase 2 milhões de mortos, somente nessa cidade.

A partir disso, a Alemanha entrou em declínio econômica e militarmente e, pouco a pouco, foi sendo derrotada pelos Aliados. Em 1943, uma ofensiva Aliada expulsou os alemães do Norte da África e organizou a invasão da Sicília e da Itália. Essa pressão forçou os alemães a remanejarem tropas, e isso enfraqueceu mais ainda suas posições na União Soviética, onde sofreram outra grande derrota em Kursk.

Em 1944, os soviéticos iniciaram uma grande ofensiva contra os alemães na Polônia e em outras posições no Leste Europeu, o que empurrou os exércitos nazistas de volta para a Alemanha. O cerco aos alemães intensificou-e com os desembarques dos Aliados na Normandia. Em 1945, os alemães foram derrotados na Hungria e nas Ardenas.

A ofensiva dos Aliados na Alemanha trouxe enorme destruição ao país, o qual sofreu com pesados bombardeios. A queda do Nazismo foi ratificada após 2,5 milhões de soviéticos terem atacado e conquistado a cidade de Berlim, em abril de 1945. Então, Hitler suicidou-se em 30 de abril de 1945 e, no dia 2 de maio, os alemães renderam-se. A Segunda Guerra Mundial na Europa havia terminado. Para conhecer o decorrer da luta na Ásia e no Pacífico clique aqui.

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados