Você está aqui Mundo Educação História Geral Idade Contemporânea Queda do muro de Berlim

Queda do muro de Berlim

A queda do muro de Berlim, construído em 1961, representeou o fim da divisão existente entre as Alemanhas e foi um marco do enfraquecimento do socialismo no mundo.

Queda do muro de Berlim
Manifestantes sobem no muro de Berlim e pedem a queda do símbolo da divisão da Alemanha em 1989 *

O muro de Berlim foi o símbolo máximo da bipolarização do mundo durante a Guerra Fria e sua queda representou o fim do socialismo como alternativa de modelo econômico naquele contexto. Ele separou a cidade em Berlim Oriental e Berlim Ocidental durante mais de 28 anos, desde sua construção em 1961 até a sua derrubada em 1989.

Construção do muro e Guerra Fria

Após ter sido ocupada e dividida em várias zonas de influência com o fim da Segunda Guerra Mundial (1939-1945), a Alemanha transformou-se em um dos principais cenários da disputa político-ideológica da Guerra Fria e foi separada em República Democrática da Alemanha, a Alemanha Oriental, alinhada com o bloco socialista, e República Federal da Alemanha, a Alemanha Ocidental, pertencente ao bloco capitalista. Cada nação relacionava-se com uma organização militar relativa a um desses blocos políticos. Dessa forma, a Alemanha Ocidental fazia parte da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e a Alemanha Oriental integrava o Pacto de Varsóvia.

A capital das duas Alemanhas era a cidade Berlim que também havia sido dividida em zonas de influência: Berlim Ocidental era capital da Alemanha Ocidental e Berlim Oriental era capital da Alemanha Oriental. Por causa do desenvolvimento econômico inferior à economia da Alemanha Ocidental, parte da população de Berlim Oriental, insatisfeita com a forma de governo imposto pela União Soviética, começou a fugir para Berlim Ocidental. Para manter o controle sobre a população, foi ordenada pelo presidente da União Soviética, Nikita Kruschev, a construção do muro na madrugada do dia 13 de agosto de 1961 e foi imposta pesada vigilância para impedir a fuga das pessoas.

Queda do muro

Selo alemão de 1990 em comemoração à queda do muro de Berlim**
Selo alemão de 1990 em comemoração à queda do muro de Berlim**

Durante a década de 1980, a economia da União Soviética estava completamente falida e isso gerou reflexos sobre as nações que faziam parte do bloco socialista, entre elas a Alemanha Oriental. A economia da Alemanha Oriental apresentava altos índices de dívidas com bancos, a infraestrutura do país estava sucateada e a demanda da população pela unificação da Alemanha e pelo restabelecimento da democracia aumentava à medida que o colapso do modelo socialista ficava evidente. Com protestos que alcançaram milhares de pessoas, o muro caiu oficialmente no dia 9 de novembro de 1989, quando um anúncio feito por engano pelo porta-voz do Partido Socialista Unificado da Alemanha sobre a abertura das fronteiras levou a população a mobilizar-se, lotar os postos na fronteira e, por iniciativa própria, começar a pular o muro e a derrubá-lo. A unificação alemã seria concluída no ano seguinte, em 1990, e o modelo socialista encontraria seu fim em 1991, quando a União Soviética foi dissolvida.

*Créditos da imagem: Daniel Antal e Flickr
**Créditos da imagem: Neftali e Shutterstock

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados