Você está aqui Mundo Educação Inglês Cinco dicas para pensar em inglês

Cinco dicas para pensar em inglês

Siga algumas dicas e busque uma disciplina de estudos para parar de fazer traduções mentais e conseguir pensar em inglês.

Cinco dicas para pensar em inglês
Algumas pessoas, para elaborar frases em inglês, precisam traduzi-las mentalmente para o Português

Algumas dicas podem fazer com que seu inglês flua mais naturalmente, isto é, podem ajudar seu raciocínio na língua, possibilitando uma habilidade de identificação mais rápida. Neste texto, apresentaremos algumas dessas dicas. O objetivo é que você pare de fazer traduções mentais toda vez que for elaborar uma frase em inglês!

1. SPEAK ENGLISH!

A primeira coisa que você precisa fazer é começar a falar em inglês agora mesmo. Para conseguir pensar em inglês, primeiro você precisa começar a exercitar a língua. A fala fará com que o seu cérebro familiarize-se com as palavras. Quanto mais você falar, mais será capaz de dar uma resposta rápida, sem ter que ficar pensando em português, isto é, traduzindo para depois responder.

Procure outras pessoas que tenham o mesmo interesse em línguas que você e una-se a elas para conversar em inglês. Combinem um horário para falarem apenas no idioma estudado e, assim, sigam treinando. Uma dica para falar bem o idioma, mesmo para quem não sabe muito, é ler dicionários, pois ajuda muito a enriquecer o vocabulário.

2. LEIA EM INGLÊS!

Já que falamos em ler dicionário, nada melhor do que falar das tantas outras maneiras de conseguir pensar em inglês por meio da leitura, pois ela é de suma importância na aquisição da língua. Sua prática auxilia e muito a fixar conteúdos, além de ser uma das principais responsáveis pelo aumento de nosso vocabulário.

Leia algo em inglês TODOS OS DIAS: notícias de jornais internacionais, de revistas, sites etc. Temas diversificados ajudam a conhecer contextos diferenciados daqueles encontrados nos livros típicos de cursinhos, que, em geral, possuem os mesmos contextos. Uma dica para evitar a preguiça ou a desmotivação ao ler em inglês é procurar algo de que você já goste. Escolha um tema de sua preferência e mãos à obra!

3. ASSISTA A VÍDEOS EM INGLÊS!

Esse método é, com certeza, um dos mais usados pelos alunos brasileiros para aprender inglês. Afinal, poucas são as pessoas que não gostam de assistir a um filme ou a um seriado de vez em quando. Porém, não é simplesmente assistindo a um filme em inglês que a fluência virá. Você precisa ter muita disciplina com os estudos e usar os vídeos como auxiliares do aprendizado. O legal de assistir a seriados em inglês, por exemplo, é que você se familiariza com o contexto exibido neles. Quando você se envolve, acaba participando e pegando as manias e o jeito dos personagens de falar ou fazer algo, o que pode ser uma boa influência no caso do inglês. É importante, porém, que tudo seja visto em inglês, ou seja, tanto o áudio quanto a legenda devem estar em inglês.

Assistir a palestras on-line também é uma boa dica, bem como vídeos de tutoriais no Youtube. Existem muitos vídeos explicativos em inglês no YouTube. Vale a pena conferir alguns deles! Segue abaixo algumas dicas:

4. BAIXE APLICATIVOS!

Para quem está acostumado com as tecnologias da atualidade, com certeza também está familiarizado com os inúmeros aplicativos existentes. Assim como existem aplicativos para baixar música ou assistir à TV, também existem aqueles que auxiliam quem deseja adquirir um novo idioma. Vale a pena baixar um de sua preferência e manter seu inglês afiado em qualquer lugar.

Um dos mais conhecidos são o LinguaLeo e o Duolingo, mas eles não são os únicos. Procure por aquele que você se interessa mais, pois, assim, fica mais fácil continuar estudando.

5. PRATIQUE!

Nenhuma dessas dicas realmente funcionará se você não praticar! O Inglês, assim como qualquer outra disciplina, precisa de prática diária! Todos os dias separe um tempo para estudar, ler, ouvir e falar em inglês. Somente assim seu cérebro será capaz de fazer com que você consiga pensar em inglês. Com a prática, não haverá necessidade de ficar fazendo inúmeras traduções mentais para chegar a uma resposta final. Siga essas dicas e continue se esforçando para obter um aprendizado de inglês cada vez melhor. Bons estudos!

Assuntos Relacionados