Você está aqui Mundo Educação Matemática Matemática financeira Indicadores inflacionários

Indicadores inflacionários

Os indicadores inflacionários, ou índices inflacionários, são ferramentas para conhecer e controlar o aumento dos preços de maneira abusiva.

Em virtude da situação vivenciada na década de 80 e meados da década de 90, na qual a inflação atingiu patamares exorbitantes, diversos indicadores inflacionários foram criados, com o objetivo de controlar essa inflação e suavizar o mercado financeiro brasileiro. Portanto, veremos alguns desses indicadores e quais são os órgãos responsáveis por esse trabalho.

  • Índices calculados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)

Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA): vem sendo utilizado desde 1980 e se assemelha ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), sendo este o índice oficial de inflação do governo. Para levantamento dos dados desse indicador inflacionário é analisado o custo de vida de famílias com renda mensal de 1 a 40 salários mínimos que residem nas principais capitais do Brasil.

Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC): mede o custo de vida de famílias com renda mensal de 1 a 8 salários mínimos nas 11 principais regiões metropolitanas do Brasil. Os dados são obtidos através do cruzamento das informações da pesquisa de preços e da pesquisa de orçamento familiar.

  • Índices calculados pela FGV (Fundação Getúlio Vargas)

Índice de Preços no Atacado (IPA): o cálculo é baseado na variação dos preços no mercado atacadista e são utilizados três intervalos diferentes. Este índice compõe os outros índices calculados pela FGV (IGP-M, IGP-DI e IGP-10).

Índice Geral de Preços (IGP): trata-se de uma média ponderada dos seguintes índices: IPA (Índice de Preço no Atacado) peso 6; IPC (Índice de Preço ao Consumidor) do Rio de Janeiro e São Paulo, peso 3; e do INCC (Índice Nacional de Custos da Construção) com peso 1.

Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI): este índice apura as variações de preços de matérias-primas industriais e agrícolas no atacado e de bens e serviços finais de consumo. A constituição desse índice é igual ao IGP, constituído pelos mesmos índices e proporções, e os dados são obtidos do 1º até o último dia do mês.

Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M): a metodologia é a mesma que a do índice anterior, entretanto os dados são obtidos entre os dias 21 de um mês até o dia 20 do outro mês.

Índice Geral de Preços 10 (IGP-10): metodologia análoga aos índices IGP e IGP-M, mas o período de coleta é outro: entre os dias 11 de um mês até o dia 10 do outro mês.

Índice Nacional de Custos da Construção (INCC): este é um dos componentes dos índices (IGP). Ele analisa os ritmos dos preços de materiais de construção e de mão de obra desse setor.

  • Índices calculados pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos)

Índice do Custo de Vida (ICV): medido na cidade de São Paulo, faz referência ao custo de vida de famílias que possuem renda média mensal de R$ 2800,00.

Assuntos Relacionados