Amianto
Amianto: fibra mineral usada para fabricar telhas

O amianto é uma fibra mineral natural extraída de rochas, é usado para fabricar telhas e caixas d’água. Tornou-se largamente utilizado em virtude de suas vantagens econômicas (preço acessível e abundância na natureza), e propriedades: é resistente ao calor; não se deteriora; é um bom isolante térmico, acústico e elétrico; etc.

Contaminação por Amianto

Esse mineral também é conhecido como Asbesto, e pode ocasionar a doença asbestose (nome técnico), popularmente chamada de “pulmão de pedra”.

Segundo pesquisas, tudo começa com uma reação inflamatória provocada pela exposição prolongada às fibras. Por serem muito finas, elas entram no trato respiratório por inalação. A inflamação é contínua e vai piorando com o tempo, ou seja, é uma doença progressiva, e depois de um determinado período (cerca de dez anos) surge a asbestose: perda da capacidade respiratória.


           Fibras de amianto: agulhas pontiagudas.

Além de prejudicar os pulmões, as fibras microscópicas presentes no organismo podem ocasionar o câncer através da formação de espécies reativas de oxigênio. Estas espécies causam danos ao DNA, e a partir daí ocorrem as mutações celulares que dão origem às células cancerígenas.

Até o início da década de 80, os trabalhadores não utilizavam nenhuma forma de proteção e o amianto explorado comercialmente era do tipo “anfibólio” (fibras duras, retas e pontiagudas), este formato das fibras o torna mais agressivo para a saúde. Os trabalhadores da Indústria de amianto deste período apresentaram as primeiras queixas da doença.

No Brasil, o Amianto permitido é do tipo “crisotila”, pertencente à classe Serpentina, de coloração branca e menor potencial nocivo devido às fibras curvas e maleáveis.

Alguns médicos já afirmaram que o risco surge apenas quando o material é quebrado, rachado ou danificado, e seu pó (rico em fibras) liberado no ambiente. E, por isso, beber água de uma caixa d’água de amianto não seria perigoso.

Porém, o amianto já foi banido dos Estados Unidos e de quase toda a União Europeia. No Brasil, sua utilização ainda é permitida, mas já foi abolido em quatro estados (RJ, SP, RS e PE) onde o uso e a comercialização de qualquer tipo de amianto são proibidos.

Vale lembrar que, como se trata de uma substância que pode provocar câncer, não existe um nível seguro de exposição.

Por Líria Alves
Graduada em Química

Assuntos Relacionados