Catalisadores
Como acelerar uma reação?

Os catalisadores cumprem a importante tarefa de fazer com que as moléculas presentes em uma reação reajam com uma velocidade maior. A velocidade de um grande número de reações é influenciada pela presença dessas substâncias, elas aceleram a reação e não influenciam na composição e nem na quantidade do produto final da reação, isto é, permanecem quimicamente inalteradas no processo.

Princípio de utilização: os catalisadores possibilitam um novo caminho para a reação. Esse caminho alternativo exige menor energia de ativação, fazendo com que a reação se processe de maneira mais rápida. No final do processo o catalisador é devolvido sem sofrer alteração permanente, ou seja, ele não é consumido durante a reação.

Estima-se que cerca de 80% dos produtos orgânicos produzidos atualmente sejam obtidos com o auxílio de catalisadores. A área Petroquímica garante a economia na fabricação de seus produtos graças a estes reagentes adicionados durante o processo.
E não pense que é fácil produzir um catalisador, eles são produzidos por indústrias especializadas e exigem uma alta tecnologia para chegarem ao padrão de qualidade.

Um pouco de história

Os cientistas Jöns Jakob Berzelius e Wilhelm Ostwald deram início aos estudos sobre catalisadores no início do século XIX. Veja a evolução ao longo dos anos:

Em 1912 foi a vez do craking térmico, produzido exclusivamente pelo calor, já em 1936 introduziu-se a argila (silicato natural de alumínio) como catalisador. E em 1954 a produção se aprimorou com a chegada dos zeólitos: silicatos mistos de alumínio e metais alcalinos obtidos sinteticamente.

Atualmente o comércio de catalisadores vem crescendo de uma forma considerável, a utilização se dá principalmente em refinarias de petróleo, na produção de plásticos e polímeros em geral, e para outras indústrias químicas.

Veja mais!

Catálise 

Assuntos Relacionados