Você está aqui Mundo Educação Química Química Orgânica Classificação das Cadeias Carbônicas

Classificação das Cadeias Carbônicas

Classificação das Cadeias Carbônicas
Os compostos orgânicos, que compõem a maioria das substâncias ao nosso redor e até mesmo dentro de nós, são formados por diferentes tipos de cadeias carbônicas. O tipo de cada cadeia é que determinará

As cadeias carbônicas podem ser classificadas de acordo com quatro critérios fundamentais. Eles são:

1. Quanto ao fechamento da cadeia;
2. Disposição dos átomos dentro da cadeia;
3. Tipo de ligação entre os carbonos e;
4. Presença de átomos de outros elementos entre os carbonos.

Vejamos cada caso:

1. Quanto ao fechamento da cadeia:

1.1 –Aberta, acíclica ou alifática: são aquelas cadeias carbônicas que possuem duas ou mais extremidades livres, ou seja, não possuem nenhum ciclo. O encadeamento dos átomos não sofre nenhum fechamento. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica aberta.

1.2  – Fechada ou cíclica: não há nenhuma extremidade, isto é, forma-se um ciclo, núcleo ou anel, pois há o encadeamento dos átomos de carbono. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica fechada.

1.3  – Mista: é aquela cadeia que possui pelo menos uma parte em que os átomos não estão encadeados (ou seja, fechados), e a outra parte é fechada. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica mista.

1.4 – Aromática: cadeia cíclica que possui anel benzênico. Exemplo:

Anel benzênico.

2. Disposição dos átomos dentro da cadeia:

2.1  – Normal: a cadeia possui apenas duas extremidades. Só existem carbonos primários e secundários. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica normal.

2.2 Ramificada: aquela cadeia que possui mais de duas extremidades e tem pelo menos um carbono terciário ou quaternário. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica ramificada.

3. Tipo de ligação entre carbonos:

3.1 – Saturada: se na cadeia só tiver ligações simples entre carbono. Observe: é só entre carbonos; se tiver alguma ligação dupla com outro átomo (oxigênio, por exemplo), não é uma cadeia saturada. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica saturada.

3.2  – Insaturada: é quando se possui pelo menos uma ligação dupla ou tripla entre carbonos. Exemplo:

Exemplos de cadeias carbônicas insaturadas.

4. Presença de átomos de outros elementos entre os carbonos:

4.1. – Homogênea: é aquela cadeia carbônica que não possui nenhum heteroátomo, ou seja, átomos entre carbonos. Novamente aqui vale uma ressalva: é só entre carbonos. Se for fora da cadeia, continuará sendo homogênea. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica homogênea.

4.2. – Heterogênea: possui algum heteroátomo em sua cadeia. Exemplo:

Exemplo de cadeia carbônica heterogênea

Assim, tendo em mente esses conceitos, observe as cadeias abaixo e como são classificadas:

Classificação de algumas cadeias carbônicas

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados

Comentários