Você está aqui Mundo Educação Química Química Inorgânica Classificação dos Sais
Classificação dos Sais
Existem vários tipos de sais estudados em Química Inorgânica

Os sais são uma função inorgânica que correspondem àqueles compostos que liberam em solução aquosa pelo menos um cátion diferente do H+ (H3O+) e um ânion diferente de OH-, segundo a teoria de Arrhenius.

Esses compostos podem ser classificados de quatro formas:

1. Quantidade de elementos constituintes;

2. Natureza dos íons;

3. Presença de água;

4. Solubilidade em água.

Vejamos cada uma separadamente:

1. Quantidade de elementos constituintes;

Os sais que possuem dois elementos diferentes são classificados como binários (exemplos: NaCl, KI, CaCl2), os que possuem três elementos diferentes são classificados como ternários (exemplos: CaSO4, Al2(SO4)3) e os que possuem quatro elementos diferentes são classificados como quaternários (exemplos: NaHCO3, KHSO4).

2.      Natureza dos íons;

2.1 - Sal neutro ou normal: Possui apenas um cátion e um ânion, sendo que o seu cátion é proveniente de base forte e o ânion de ácido forte, ou então, o seu cátion é proveniente de base fraca e o seu ânion vem de ácido fraco. Quando esses sais são adicionados à água, eles não alteram o pH do meio. Além disso, eles não liberam em solução aquosa nenhum cátion H+ e nenhum ânion OH-.

Exemplos:

  • NaCl: cátion → Na+ (vem do hidróxido de sódio, NaOH, uma base forte);

            ânion  → Cl- (vem do ácido clorídrico, HCl, um ácido forte).

  • Na2SO: cátion → Na+ (vem do hidróxido de sódio, NaOH, uma base forte);

               ânion  → SO42- (vem do ácido sulfúrico, H2SO4, um ácido forte).

  • NH4CN: cátion → NH42+ (vem do hidróxido de amônio, NH4OH, uma base fraca);

              ânion  → CO3-2 (vem do ácido cianídrico, HCN, um ácido fraco).

2.2 - Sal básico ou hidroxissal: O sal é formado a partir de uma base forte e um ácido fraco.

Exemplos:

  • Ca3(BO3): cátion → Ca2+ (vem do hidróxido de cálcio, Ca(OH)2, uma base forte);

                    ânion  → BO33- (vem do ácido bórico, H3BO3, um ácido fraco).

  • NaHCO:* cátion → Na+ (vem do hidróxido de sódio, NaOH, uma base forte);

                    ânion  → HCO3- (vem do ácido carbônico, H2CO3, um ácido fraco).

2.3 - Sal ácido ou hidrogenossal: O sal é formado a partir de um ácido forte e uma base fraca.

Exemplos:

  • NH4Cl(s): cátion → NH42+ (vem do hidróxido de amônio, NH4OH, uma base fraca);

                 ânion  → Cl- (vem do ácido clorídrico, HCl, um ácido forte).

  • Al2(SO4)3: cátion → Al3+ (vem do hidróxido de alumínio, Al(OH)3, uma base fraca);

                  ânion  → SO42- (vem do ácido sulfúrico , H2SO4, um ácido forte).

2.4 – Sal misto ou duplo: Possui dois tipos de cátions ou dois tipos de ânions.

Exemplos:

  • KNaSO4: cátions →K+ e Na+; ânion → SO42-
  • CaClBr: cátion → Ca+; ânions → Cl- e Br-
  • Ca(NO)3Br: cátion → Ca+; ânions → NO3- e Br-.

3. Presença de água;

Se o sal possui em sua estrutura cristalina moléculas de água em proporção definida, ele será classificado como um sal hidratado (exemplo: CuSO4 . 5 H2O). Agora, se não houver água em sua estrutura cristalina, ele é um sal anidro.

4. Solubilidade em água.

Dependendo do grau de dissociação iônica dos sais, eles podem ser considerados solúveis (originam soluções com grande quantidade de íons) ou insolúveis (apesar de não serem totalmente insolúveis, pois nenhuma substância é totalmente insolúvel, eles sofrem uma dissociação muito pequena, gerando poucos íons).

Essa solubilidade depende também da temperatura e das interações intermoleculares.

Abaixo temos uma tabela que classifica os sais quanto à solubilidade em água em 25 ºC a 1 atm:

Tabela de solubilidade dos sais mais comuns

* Observação: Alguns autores consideram o sal NaHCO3 como ácido, devido ao fato de possuir um cátion H+. Segundo esses autores, um sal básico é o que libera dois ânions, sendo que um deles é o OH­, e apenas um cátion; e o sal ácido libera dois cátions, sendo um deles o H+, e apenas um ânion.  

Neste texto preferimos usar outra definição, pois essa mencionada pode criar confusões e transmitir conceito errados. Por exemplo, o NaHCO3 não é ácido, pois quando está em meio aquoso, ele libera gás carbônico e forma o hidróxido de sódio (base), conforme a reação: NaHCO3(aq) + H2O(ℓ) → NaOH(aq) + H2O(ℓ) + CO2(g)

Ele é até mesmo usado como efervescente para combater a acidez estomacal.

Além disso, as definições utilizadas aqui estão baseadas em fontes atualizadas e amplamente reconhecidas como confiáveis na área de Química, como a revista Química Nova na Escola. Veja o artigo Experimento Simples e Rápido Ilustrando a Hidrólise de Sais que traz, nas páginas 30 e 31, os conceitos de sais neutros, básicos e ácidos.

Portanto, recomendamos que ao realizar o estudo destes conceitos, veja qual é a definição que seu professor está abordando.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados