Você está aqui Mundo Educação Química Química Ambiental Fertilizantes químicos e poluição

Fertilizantes químicos e poluição

Fertilizantes químicos e poluição
Fertilizantes: benefícios para as plantas, mas, e nós?

A agricultura se sustenta com a ajuda dos fertilizantes químicos, se não fosse por eles não seria possível produzir a grande demanda de alimentos necessária para abastecer a população mundial. Mas juntamente com estes benefícios vem a poluição de rios, lagos e mares. A razão de os poluentes estarem ligados à plantação de verduras e legumes você fica sabendo agora.

Os fertilizantes contêm em sua composição nitratos e fosfatos, e uma vez lançados nas lavouras são posteriormente arrastados com a água das chuvas para o leito dos rios ou se infiltram no solo, indo para os lençóis freáticos e mananciais. Esses compostos, quando presentes na água, aumentam consideravelmente a população de algas e plantas, pois como o próprio nome diz, eles tornam o solo fértil. E a consequência desse distúrbio na vegetação aquática é a Eutrofização.

O fenômeno de Eutrofização é causado pelo excesso de nutrientes (compostos químicos ricos em fósforo ou nitrogênio) num corpo de água. O excesso de algas logo entra em decomposição, aumentando o número de micro-organismos decompositores e diminuindo a quantidade de oxigênio dissolvido (OD) da água. Veja as consequências em Oxigênio dissolvido da água (link).

Quem não se lembra do DDT? A utilização desse fertilizante foi proibida nos anos 70, depois que foi revelada sua ação tóxica e cancerígena em organismos vivos.

É por esses e outros motivos que a Agricultura deve ser uma atividade bem planejada, não se tornando uma inimiga e sim uma atividade aliada da natureza.

Veja mais!
Oxigênio dissolvido da água
Malefícios do DDT

Assuntos Relacionados