Você está aqui Mundo Educação Química Química Geral Filtração a vácuo

Filtração a vácuo

A filtração a vácuo é realizada de forma mais rápida por causa da retirada do ar de dentro do recipiente que receberá o líquido da mistura filtrada.

Filtração a vácuo
Realização do método de filtração a vácuo em um laboratório

A filtração a vácuo é uma forma diferente de realizar o método de separação de misturas denominado filtração comum, e a principal diferença entre essas duas formas está nos materiais que são utilizados e na velocidade com que a filtração é feita.

Assim, a filtração a vácuo é adotada quando queremos filtrar de forma mais rápida, como no caso da separação dos componentes de uma mistura pastosa.

Trata-se de um método utilizado de forma exclusiva para a separação dos componentes presentes em uma mistura heterogênea e, para isso, eles devem estar obrigatoriamente nos estados sólido e líquido.

Equipamentos utilizados em uma filtração a vácuo

Representação do grupo de materiais necessários para realizar a filtração a vácuo
Representação do grupo de materiais necessários para realizar a filtração a vácuo

  • Funil de Buchner: equipamento de porcelana ou de plástico que contém diversos orifícios:

  • Kitassato: é um equipamento laboratorial que apresenta um orifício superior (no qual o funil de Buchner é encaixado) e um orifício lateral (no qual é encaixada a mangueira de borracha:

  • Mangueira: equipamento feito de borracha utilizado para conectar, de forma indireta, o kitassato e a bomba de vácuo (ou a tromba de água):

  • Bomba de vácuo: equipamento elétrico que apresenta a capacidade de realizar uma força de sucção:

  • Tromba de água: é um tubo de plástico conectado diretamente a uma torneira (da qual deve sair água com muita pressão) e indiretamente ao kitassato, por meio da mangueira de borracha:

Etapas da realização de uma filtração a vácuo

1a Etapa: criar o vácuo no interior do kitassato utilizando a bomba de vácuo ou a tromba de água;

  • Com a bomba de vácuo: Ao ser ligada, a bomba de vácuo suga todo o ar presente no interior do kitassato por meio da pressão de sucção exercida por intermédio de uma mangueira.

  • Com a tromba de água: Ao ligar uma torneira, a água vai descer com bastante pressão por um tubo de plástico ou borracha, também denominado tromba. Ao descer, a água cria uma força de sucção na mangueira que liga o kitassato à tromba de água, fazendo com que o ar saia do interior do kitassato e crie o vácuo.

2a Etapa: Após criar o vácuo no interior do kitassato, devemos colocar no interior do funil de Buchner um papel de filtro, o qual tem como função reter os componentes sólidos presentes na mistura;

3a Etapa: Adicionar a mistura heterogênea, sobre o papel de filtro, no interior do funil de Buchner;

4a Etapa: Como não há a presença de ar no interior do kitassato, logo, não há resistência na queda do líquido, que será bem rápida.

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados