Glicerídeos
A margarina é derivada de glicerídeos.

Os glicerídeos pertencem à classe de lipídios, são materiais formados por glicerol e ésteres de ácidos graxos. Esses compostos podem se encontrar no estado sólido e líquido, o estado físico dos glicerídeos vai determinar sua denominação, por exemplo: glicerídeos sólidos dão origem a gorduras e os líquidos correspondem aos óleos.

Nos Glicerídeos líquidos, como os ácidos oléico e linoléico, predominam os ésteres de ácidos graxos insaturados, já nos glicerídeos sólidos como os ácidos esteárico e palmítico, predominam os ésteres de ácidos graxos saturados.

Os glicerídeos podem passar por reações químicas de hidrogenação e hidrólise alcalina. Quando ocorre uma reação de hidrogenação em óleos (glicerídeos líquidos) aparece uma substância muito conhecida em nossas refeições, principalmente as matinais: é a margarina, aquela que se passa no pão.

Mas se a reação for a hidrólise alcalina o produto vai ser diferente, neste caso os óleos e gorduras, como o próprio nome já diz, passam por hidrólise em meio alcalino. Essa reação é chamada de saponificação e dá origem a gliceróis e ácidos graxos, a mistura desses dois componentes dá origem aos sabões que usamos para limpeza.

A dureza dos sabões pode ser explicada pela composição dos mesmos. Para se obter um sabão duro, é só realizar a saponificação com hidróxido de sódio (NaOH), e a reação de sais sódicos com hidróxido de sódio. Agora se a intenção for obter um sabão mole, é preciso utilizar hidróxido de potássio (KOH) na reação de saponificação, essa reação vai ocorrer na presença de sais de potássio e ácidos graxos.

Assuntos Relacionados

Comentários