Você está aqui Mundo Educação Química Química Inorgânica Nomenclatura dos óxidos

Nomenclatura dos óxidos

A nomenclatura dos óxidos é realizada levando-se em consideração a sua natureza, ou seja, se iônico (possui metal) ou molecular (não possui metal).

Nomenclatura dos óxidos
O nome do dióxido de carbono é dado pela regra de nomenclatura de óxidos moleculares

Óxidos são substâncias inorgânicas formadas pela associação de um elemento químico qualquer (metal ou ametal) com o oxigênio, que sempre apresenta NOX igual a -2. Por isso, a nomenclatura dos óxidos depende exclusivamente do elemento que está acompanhando o oxigênio.

A nomenclatura dos óxidos é realizada segundo regra proposta pela União Internacional da Química Pura e Aplicada (IUPAC):

Óxido + de + nome do elemento

Para realizá-la corretamente, devemos levar em consideração a natureza do óxido, isto é, se ele é iônico ou molecular.

Óxidos iônicos

São óxidos que apresentam um metal na sua constituição, sendo formados, por isso, por ligações iônicas. Na regra de nomenclatura dos óxidos, sempre indicamos o NOX do metal, caso ele não tenha NOX fixo.

Óxido + de +nome do elemento+ algarismo romano referente ao NOX

OBS.: Nos metais de NOX fixo (metais alcalinoterrosos, metais da família do boro, prata e zinco), os valores são: família IA (NOX = +1), IIA (NOX = +2), IIIA (NOX = +3) ou os elementos zinco e prata (NOX = +1).

Exemplos:

→ CaO

O elemento cálcio pertence à família IIA (possui NOX fixo +2). Logo, o nome do composto é óxido de cálcio.

→ Ag2O

O elemento prata possui NOX fixo +1. Logo, o nome do composto é óxido de prata.

→ Fe2O3

Esse óxido iônico apresenta índice numérico nos dois elementos. Isso acontece porque as cargas dos elementos foram cruzadas. Assim, como o NOX do oxigênio é sempre -2 (nos óxidos), podemos afirmar que o NOX do ferro é +3. Logo, o nome do composto é óxido de ferro III.

→ CrO3

Quando na fórmula de um óxido houver apenas um índice numérico, devemos calcular o NOX do elemento que acompanha o oxigênio (NOX = -2) utilizando a seguinte expressão:

NOX do Cr + NOX do O = 0

OBS.: Não podemos nos esquecer jamais de multiplicar o NOX do elemento pelo seu índice na fórmula.

NOX do Cr.1 + 3. (-2) = 0

NOX do Cr – 6 = 0

NOX do Cr = +6

Logo, o nome do composto é óxido de crômio VI.

→ PbO2

Nessa fórmula também temos apenas um índice numérico e, por isso, devemos calcular o NOX do elemento que acompanha o oxigênio (NOX = -2).

NOX do Pb + NOX do O = 0

NOX do Pb.1 + 2. (-2) = 0

NOX do Pb – 4 = 0

NOX do Pb = +4

Logo, o nome do composto é óxido de chumbo IV.

Óxidos moleculares

São óxidos que não apresentam um metal na sua constituição, sendo formados, por isso, por ligações covalentes. Para eles, a regra de nomenclatura inclui prefixos que indicam a quantidade de átomos de cada elemento na molécula do óxido.

Prefixo + óxido + de + prefixo + nome do elemento

Exemplos:

→ P2O5

O óxido apresenta dois (prefixo di) átomos do elemento fósforo e cinco (prefixo penta) átomos do oxigênio (óxido). Logo, seu nome é pentóxido de difósforo.

→ Cl2O7

O óxido apresenta dois (prefixo di) átomos do elemento cloro e sete (prefixo hepta) átomos do oxigênio (óxido). Logo, seu nome é heptóxido de dicloro.

→ SO3

O óxido apresenta um (prefixo mono, que é opcional) átomo do elemento enxofre e três (prefixo tri) átomos do oxigênio (óxido). Logo, seu nome é trióxido de enxofre.

→ CO

O óxido apresenta um (prefixo mono, que é opcional) átomo do elemento carbono e um (prefixo mono) átomo do oxigênio (óxido). Logo, seu nome é monóxido de carbono.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Tags Relacionadas

Assuntos Relacionados

Comentários