Nomenclatura de Éteres

A nomenclatura oficial para os Éteres segue uma regra fixa estabelecida pela União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC), mas em contrapartida existe a chamada regra usual: mais conhecida e utilizada nos vestibulares. Observe a diferença entre elas:

Exemplos:

Nomenclatura oficial IUPAC: metoxietano
Nomenclatura usual: éter metil-etílico

Nomenclatura oficial IUPAC: etoxietano
Nomenclatura usual: éter dietílico

Nota: o composto acima é popularmente conhecido como éter comum.

Estrutura linear de éter:

Nomenclatura oficial IUPAC: metoxipropano
Nomenclatura usual: éter metil-propílico

Esclarecimento das normas estabelecidas pela IUPAC:

1. Inicie o nome dos éteres pelo prefixo de menor número de carbonos, conforme abaixo:

Prefixos:

1 carbono - MET                                                    6 carbonos - HEX
2 carbonos - ET                                                     7 carbonos - HEPT
3 carbonos - PROP                                                8 carbonos - OCT
4 carbonos - BUT                                                   9 carbonos - NON
5 carbonos - PENT                                                10 carbonos - DEC

2. Use o termo intermediário: OXI.

3. Encerre pelo nome do hidrocarboneto com maior número de carbonos.

Exemplo:


Metoxietano

Repare que a nomenclatura começou com o prefixo representando a cadeia com menor número de carbonos (met), e terminou com o sufixo que representa a cadeia maior (etano).

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados

Comentários