Você está aqui Mundo Educação Química Química Orgânica Polímeros Nylon: um polímero resistente

Nylon: um polímero resistente

Nylon: um polímero resistente
Escova dental: primeira utilização do nylon.

O nylon é uma fibra têxtil sintetizada em laboratório, faz parte da classe dos polímeros. Atualmente, a fibra orgânica nylon possui uma vasta utilização, mas no início do século XX (1927) ela surgiu “meio tímida” para substituir a seda (de preço elevado). A alta resistência do novo tecido foi conquistando as Indústrias têxteis que se encarregaram de tornar o tecido mais conhecido.


Primeiras meias de nylon.

Na década de 40, o nylon foi usado na confecção de meias, foi quando ocorreu sua consagração: as primeiras horas de comercialização do novo material já foram suficientes para vender mais de milhões de pares de meias.

Mas a primeira aplicação do nylon foi 10 anos antes de se transformar em meias, na fabricação de escovas de dente. As cerdas necessárias para a boa higiene bucal são de nylon.

Processo químico de obtenção do nylon



A mistura de ácido adípico e hexametilenodiamina dá origem à fibra sintética.

Sabe por que o nylon é tão resistente? A própria cadeia do polímero justifica.
Repare que tanto o ácido como a amina são constituídos por 6 carbonos cada. A soma destes reagentes dá um produto de longa cadeia carbônica (12 carbonos). Quanto maior a cadeia carbônica, mais elevado será o ponto de fusão e ebulição da mesma.

As propriedades do nylon são explicadas pelo seu procedimento de obtenção: para que a fibra se torne elástica e resistente, precisa ser fundida em altas temperaturas, ou seja, em ponto de fusão elevado, o que não é problema para a longa cadeia do nylon.

Outras utilizações do nylon:

O polímero é usado na fabricação de roupas femininas como lingeries, roupas de banho (biquínis, maiôs).

Veja mais!

Polímero Teflon: como ele surgiu? 

Assuntos Relacionados