Você está aqui Mundo Educação Química Curiosidades Químicas Sangue do futuro
Sangue do futuro
É possível fazer sangue?

Parece invenção de cinema, mas o avanço na medicina nomeado de "sangue de plástico" pode ser a solução para a escassez desse tecido nos bancos de sangue. Ele é chamado assim por ser produzido a partir de um plástico especial (polímero).

A diferença entre ele e o sangue verdadeiro é imperceptível, já que a novidade apresenta a mesma cor vermelha e viscosidade e possui molécula de hemoglobina, a mesma presente no sangue que corre em suas veias.

→ Importância do sangue

Qual a função da hemoglobina no sangue? Ela é responsável pela fixação do oxigênio e de sua transferência para as células do corpo, possui estrutura gelatinosa e um núcleo de ferro. A hemoglobina sintética também possui essa mesma característica.

Já vimos que a aparência do sangue de plástico é a mesma do sangue real, mas será que pode desempenhar as mesmas funções? Só para lembrar, o sangue é responsável por funções vitais em nosso organismo, como transporte de oxigênio dos pulmões para todas as células do corpo e remoção de resíduos e toxinas dos rins e fígado. E, veja só, o novo sangue pode realizar o mesmo!

→ Vantagens do sangue artificial: leve e resistente

Mas por que resistente? Essa talvez será a diferença que falará mais alto em relação ao sangue comum, que pode degradar-se e perder as propriedades se passar por aquecimento. O sangue de plástico não precisa ser resfriado, ou seja, pode ser transportado com mais tranquilidade.

Em locais onde a escassez de sangue é responsável pela morte de muitas pessoas, como em campos de batalha, o sangue sintético pode ser a solução.

Assuntos Relacionados