Como os vestibulares têm saído do padrão de produção textual, preconizado há tempos, é possível que este tipo de seleção lhe peça para fazer uma crônica, aquela dos jornais, revistas e peculiares a alguns autores literários, como: Fernando Sabino, Luís Fernando Veríssimo, Rubem Braga e Carlos Drummond de Andrade.

Ao ler algumas crônicas, você já deve ter percebido que são textos pequenos, fáceis de serem lidos e também deve ter se visto em muitas das situações ali narradas. Isso acontece porque este tipo de produção textual é voltado a fatos corriqueiros da vida.

Tende-se a dividir a crônica em diversos tipos: poética, descritiva, narrativa, dissertativa, reflexiva e até mesmo metafísica.

O que não está errado... Mas o importante é que, independente de tipologia, esta espécie de texto possui pontos comuns, ou melhor, natureza similar. Contudo, a crônica abordada nos vestibulares é a narrativa e, portanto, deverá ter espaço, personagens e tempo.

Observe as características principais desse tipo de gênero textual e não tenha problemas em escolhê-lo na prova de redação.

Então, vejamos o que não pode faltar na sua crônica na hora do teste:

Elementos da vida cotidiana. Conte um fato do dia a dia, algo que a maioria das pessoas passa em algum momento da vida, mas não sai contando para a vizinhança;

Coloque um toque de humor e utilize a oralidade na escrita, ou seja, o coloquialismo, contudo, sem usar palavras grotescas, esdrúxulas;


Seja breve, não prolongue o assunto por várias páginas; siga um tempo determinado, comece sabendo o fim da história;

Tenha cuidado ao utilizar uma personagem não fictícia, como um político, não exponha algo que não tenha como provar;

Utilize uma linguagem clara e simples.


Preste atenção no que a prova de redação está solicitando, pois muitas vezes, o enredo (o conteúdo) da produção já vem determinado. Então, você só deverá acrescentar as características do gênero, pois o tema já estará definido.

E o mais importante: leia crônicas em revistas, jornais e livros, pois através da leitura assídua você assimilará facilmente as peculiaridades deste estilo literário e saberá distinguir o tipo utilizado e adequado para cada produção textual.

Veja mais!

Conto Fantástico - Você já leu, já ouviu e já viu, mas o que é?

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados