Você está aqui Mundo Educação Redação Funções da linguagem Função fática

Função fática

Quando a ênfase da comunicação está no contato estabelecido com o destinatário, damos a ela o nome de função fática da linguagem.

Função fática
A função fática está presente nas conversas ao telefone, nas conversas de elevador e até mesmo quando não há nada importante para dizer

As funções da linguagem têm nos elementos da comunicação o seu alvo. A função que está centrada no canal da comunicação é conhecida como função fática da linguagem, figurando entre as seis funções definidas no modelo de comunicação proposto pelo linguista russo Roman Jakobson.

Afinal, o que é função fática e para que ela serve? Essa função é responsável por checar o funcionamento adequado do canal de comunicação. Ela está presente em vários momentos de nosso dia, nas simples conversas ao telefone e até mesmo nas conversas despretensiosas que se iniciam dentro de um elevador.


Na função fática, a intenção é testar o canal da comunicação através de expressões que chamem a atenção do destinatário para a mensagem produzida

Nesse tipo de comunicação, a preocupação do emissor é manter contato com o destinatário, prolongando a conversa e certificando-se de que o canal está aberto através do uso de expressões como “veja bem”, “olhe só”, “entende?”, “você está me ouvindo?”, etc. A função fática tem como característica predominante criar solidariedade, ou seja, estabelecer e manter funcionando os vínculos sociais que nos prendem no grupo. Quando você cumprimenta alguém, você está mantendo contato com um interlocutor em potencial, além de estar participando dos costumes verbais que integram as pessoas. Observe um exemplo de função fática na letra da música “Sinal fechado”, de Paulinho da Viola:

Olá, como vai ?
Eu vou indo e você, tudo bem ?
Tudo bem eu vou indo correndo
Pegar meu lugar no futuro, e você ?
Tudo bem, eu vou indo em busca
De um sono tranquilo, quem sabe ...
Quanto tempo... pois é...
Quanto tempo...
Me perdoe a pressa
É a alma dos nossos negócios
Oh! Não tem de quê
Eu também só ando a cem
Quando é que você telefona ?
Precisamos nos ver por aí
Pra semana, prometo talvez nos vejamos
Quem sabe ?
Quanto tempo... pois é... (pois é... quanto tempo...)
Tanta coisa que eu tinha a dizer
Mas eu sumi na poeira das ruas
Eu também tenho algo a dizer
Mas me foge a lembrança
Por favor, telefone, eu preciso
Beber alguma coisa, rapidamente
Pra semana
O sinal ...
Eu espero você
Vai abrir...
Por favor, não esqueça,
Adeus...

 

(Sinal fechado, Paulinho da Viola)

Pois é, mesmo quando você acha que está “jogando conversa fora”, você está exercitando a linguagem, já que até os diálogos informais e despretensiosos têm uma função dentro da comunicação. Interromper aquele silêncio constrangedor que toma conta do elevador quando estão só você e um outro desconhecido é uma importante função da fala, pois, vivendo em sociedade, torna-se praticamente impossível falar unicamente quando temos alguma coisa importante para dizer. Viu só? Todo ato comunicacional tem a sua serventia!

Assuntos Relacionados