Você está aqui Mundo Educação Redação Tipos de introdução no texto dissertativo-argumentativo

Tipos de introdução no texto dissertativo-argumentativo

Selecionar o tipo de introdução mais adequado para o seu texto dissertativo-argumentativo instiga os seus leitores.

Tipos de introdução no texto dissertativo-argumentativo
Tipos de introdução de um texto dissertativo-argumentativo

Um dos tipos de texto mais utilizados para avaliação em diversos processos seletivos (concursos, vestibulares, testes em empresas) é o texto dissertativo-argumentativo. Tendo em vista que iremos encará-lo em muitas situações, faz-se necessário aprimorarmos nossas habilidades de produção.

Sabemos que todo tipo de texto é constituído por três partes: introdução, desenvolvimento e conclusão. Cada uma delas desempenha uma função para que esse tipo de texto alcance seu objetivo: apresentação e defesa de posicionamento crítico. É de nosso conhecimento, também, o quão complexo é fundamentar nossa opinião, então, para que isso seja alcançado, um de nossos cuidados deve ser: apresentar um ponto de vista de forma clara, sem rodeios.

O primeiro espaço de apresentação das nossas ideias é a introdução, é com ela que mostramos aos nossos leitores a interpretação que fizemos do tema e as relações que estabelecemos e nos fizeram defender determinado ponto de vista.

Devemos nos atentar a essa função, porém, não podemos pensar que falaremos ali tudo que se relaciona com o assunto em questão. Se fizermos isso, não estaremos apresentando com clareza o objetivo de nosso texto, o que acarretará no não cumprimento da finalidade do texto argumentativo: apresentar e defender uma opinião.

A fim de facilitar a produção de uma boa introdução, devemos tomar conhecimento dos possíveis recursos que podemos utilizar.

Os tipos de introdução são:

Narração

Você pode pensar: “Narração no texto dissertativo-argumentativo?”. Sim. Nesse caso, você narrará um acontecimento que representará a problematização feita por você e proposta pelo tema. Para obter sucesso nesse recurso, atente-se aos detalhes que escolherá relatar, visto que essa seleção já indicará seu posicionamento aos leitores.

Esse recurso será desenvolvido com frases curtas e nominais que despertarão a atenção do leitor. Além disso, aqui você não tem compromisso em relatar algo verídico, mas não podemos, é claro, fugir das possibilidades do que é real.

Exemplificação

Esse recurso pode ser desenvolvido de duas formas: dados estatísticos e relatos de acontecimentos de conhecimento geral (fatos divulgados pelas mídias). Com a exemplificação, devemos tomar cuidado com dois aspectos: apresentar a fonte das informações e não omitir fatores que distorcerão o fato. É necessário que se comprometa em repassar a verdade, mesmo que ela seja questionada por você ao longo do texto.

A escolha lexical, neste caso, será um grande aliado, uma vez que você pode descrever a situação em questão e, ao mesmo tempo, marcar sua opinião com palavras como: infelizmente, supostamente etc.

Alusão histórica

Introduzir um texto por alusão histórica é recortar um fato, um período histórico, um hábito antigo a fim de comparar com o presente. Essa comparação evidenciará uma permanência, ou não, de determinada situação e isso será base para a problematização do que o tema apresentou para discussão.

Esse tipo de introdução permite que o autor apresente domínio de uma área de conhecimento de relevância, a história, o que contribui para o objetivo final de um texto dissertativo-argumentativo: defesa de um ponto de vista.

Definição

Iniciar um texto dissertativo-argumentativo conceituando um termo é se apresentar como um autor mais autoritário, o que, se realizado de forma adequada, é extremamente positivo para apresentação e defesa do ponto de vista. Podemos definir algo de diversas formas: dicionário, definição histórica, definição teórica e definição própria (que consiste em definir algo a partir de sua visão de mundo, suas experiências).

A forma mais adequada é você quem definirá, uma vez que essa escolha dependerá do ponto de vista que será defendido ao longo do texto.

Citação

Esse recurso consiste em fazer referência a ideias de outros autores a fim de que o seu ponto de vista seja fortalecido, sua opinião será destaque mesmo quando você desconstruir a opinião do autor citado, uma vez que terás mostrado conhecimento crítico aos leitores.

Uma das formas para desconstrução da ideia de outro autor é utilizar o recurso exemplificação; isso é possível quando se tem conhecimento de um dado estatístico, por exemplo, que comprove a não veracidade do que é defendido pelo autor citado. Além disso, é uma ótima forma de dar maior credibilidade ao texto, uma vez que você, o autor do texto, tem conhecimento de especialistas no assunto e no que se relaciona a ele.

Há duas possibilidades de citação: a direta e a indireta. A primeira é quando é apresentado no texto a ideia com as palavras do próprio autor, exemplo: Segundo Marx, “A história da sociedade até aos nossos dias é a história da luta de classes”.

A citação indireta é quando, com as suas palavras, são apresentadas as ideias do autor que será citado. exemplo:“Sakamoto evidencia a necessidade de uma formação educacional em que o senso crítico e o bom senso sejam instigados nas crianças.”

Assuntos Relacionados