Inhame
Inhame
Inhame ou cará, como é chamado em algumas regiões do Brasil, é o nome dado ao tubérculo de algumas espécies do gênero Dioscorea. Originário da África, o inhame foi trazido das ilhas de Cabo Verde e São Tomé para o Brasil pelos portugueses e encontrou condições ideais para se desenvolver. Seu nome provém de uma palavra de origem senegalesa que significa “para comer”.

Os inhames são tubérculos de formato irregular e tamanho variado. O mesmo possui uma polpa esbranquiçada, fibrosa e comestível, revestida por uma casca de textura rugosa que apresenta uma coloração que vai do esbranquiçado ao castanho-escuro.

O inhame possui um alto teor calórico, além de ser rico em proteínas e sais minerais (fósforo e potássio). O tubérculo também é um poderoso depurativo do sangue, fazendo com que muitas impurezas do sangue saiam através da pele, rins e intestinos. O mesmo ainda é indicado na prevenção da malária, dengue e febre amarela.

Na culinária, o inhame é muito empregado em sopas e pratos quentes. O tubérculo pode servir como uma alternativa à batata, podendo ser usado no preparo de purês, por exemplo. Os maiores produtores mundiais de inhame são: Nigéria, Gana, Costa do Marfim, Camarões e Togo.

Assuntos Relacionados