Pão
Pão Integral
O pão, alimento preparado com farinha, geralmente de trigo ou outro cereal, água e sal, está presente na mesa de todos os povos e classes sociais. É uma ótima fonte de energia, contém importantes nutrientes, como carboidratos e proteína, o que faz dele um alimento apropriado para todas as fases da vida.

A mistura básica do pão pode ser acrescentada de gordura, especiarias, frutas secas ou cristalizadas, e ainda enriquecida com fibras, como linhaça ou aveia. Existem dois tipos básicos de pão: o pão levedado acrescentado de levedura ou fermento e o pão ázimo, não fermentado.

Segundo historiadores, o pão teria surgido juntamente com o cultivo do trigo, na região da Mesopotâmia. Acredita-se que os primeiros pães foram elaborados de farinha misturada ao fruto do carvalho. Seriam alimentos achatados, duros, secos e impróprios para o consumo logo após o preparo, em razão do gosto bastante amargo.

O pão integral é composto por farinhas integrais, ou seja, com farinhas completas das quais não foram retirados quaisquer constituintes.

Existem relatos sobre o surgimento do pão que datam cerca de seis mil anos antes de Cristo, no Egito, onde o pão foi levedado e teria sido descoberta a fermentação. Em função das condições de temperatura e umidade, o tempo necessário para a fermentação natural pode variar entre quatro a oito horas.

A industrialização do pão ocorreu somente no século XIX, com o aparecimento da máquina, com amassadeiras (hidráulicas ou manuais).

As primeiras padarias apareceram em Jerusalém, depois dos hebreus terem aprendido as melhores técnicas de fabricação e obtido a receita com os egípcios.

O alimento também teve sua história na Grécia e em Roma. Na Grécia ocorreu no mesmo período que no Egito, já em Roma foi bem mais tarde, 800 a.C.

Assuntos Relacionados